Geração de Trabalho e Renda por Meio do Cooperativismo

Eliana Vileide Guardabassio, Raquel da Silva Pereira, Wilson Aparecido Costa de Amorim

Resumo


Este artigo traz os resultados de uma pesquisa exploratória realizada em duas cooperativas de reciclagem de Santo André (SP). Justificou-se em função do crescimento do número de cooperativas no cenário nacional. Objetivou-se verificar as contribuições do cooperativismo para a geração de trabalho e renda, proporcionando transformação social e resgate da cidadania, e contribuir para a sustentabilidade. Foi realizado estudo de caso em duas cooperativas, evidenciando-se os resultados de cada uma. A conclusão foi que o cooperativismo pode ser considerado uma alternativa de geração de trabalho e renda aos trabalhadores que se encontram fora do mercado de trabalho. Para as cooperativas estudadas, a prática é positiva, se comparada à realidade anterior de seus cooperados, porém, destacam-se a heterogeneidade de concepções e práticas organizacionais, assim como a dependência do poder público, a impossibilidade de ganho em escala e a inserção de poucas pessoas, haja vista a baixa remuneração.

Palavras-chave


Trabalho Decente; Cooperativismo; Trabalho e Renda

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/geas.v6i1.418

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade



Rev. Gest. Ambient. Sustentabilidade, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-9834

Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP (Brasil), Cep: 01504-000

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional