A Sustentabilidade Urbana sob a Ótica da Construção Civil: Um Estudo nas Empresas Construtoras de Campina Grande-PB

Arlan Teodódio Macêdo, Maria de Fatima Martins

Resumo


A sustentabilidade urbana envolve aspectos presentes nas cidades que evidenciam as condições desses espaços, a partir da busca pelo equilíbrio entre o espaço natural e o espaço construído e suas diversas relações de interdependência. O setor da construção civil como um agente atuante de forma ativa nos espaços urbanos é propulsor de impactos que podem interferir na qualidade das cidades. Nessa perspectiva, o presente artigo objetiva analisar os aspectos da sustentabilidade urbana na perspectiva das empresas construtoras em Campina Grande-PB. A metodologia é de natureza exploratória e descritiva, com uma análise de abordagem quantitativa e qualitativa a partir de dados foram coletados por um formulário elaborado com base nas três matrizes de Acselrad (2009), que contou com a proposição de um conjunto de indicadores de sustentabilidade urbana adequados ao setor da construção civil. Foram entrevistados o proprietário, o engenheiro ou o gestor, que atribuíram notas para representar a percepção das empresas sobre a aplicabilidade dos indicadores ou aspectos da sustentabilidade urbana em suas atividades. Os resultados mostram que o setor da construção civil de Campina Grande-PB, na perspectiva das empresas construtoras, demonstra ter incorporado alguns aspectos da sustentabilidade urbana, mas ainda se vale de ações isoladas e pontuais.

Palavras-chave


Sustentabilidade Urbana, Indicadores, Construção Civil

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/geas.v4i1.183

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade



Rev. Gest. Ambient. Sustentabilidade, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-9834

Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP (Brasil), Cep: 01504-000

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional