Implantação de Programas de Qualidade de Vida no Trabalho com o Modelo de Gestão de Projetos

Maria Lúcia Granja Coutinho, Antonio Cesar Amaru Maximiano, Ana Cristina Limongi-França

Resumo


A pesquisa relatada neste trabalho consistiu de uma investigação sobre a implantação de Programas de Qualidade de Vida no Trabalho (PQVT), por meio das técnicas da gestão de projetos. Os PQVT vêm tornando-se cada vez mais abrangentes e, por exemplo, incluem a mudança dos hábitos alimentares e de saúde, a prática de atividades físicas, o gerenciamento do estresse, a responsabilidade socioambiental e a educação de adultos. O objetivo principal desta pesquisa foi analisar quais processos e áreas de conhecimento do gerenciamento de projetos foram usadas pelos PQVT para lidar com esse aumento de atividades. Os processos gerenciais avaliados foram divididos em: preparação, estruturação, execução e conclusão; e as áreas de conhecimento selecionadas foram: comunicação, riscos, recursos humanos e aquisições. As empresas pesquisadas foram de porte médio e grande e situadas nas regiões Norte, Sudeste e Sul do Brasil. Foram entrevistados gerentes, diretores, CEOs, Chief Executive Officers, superintendentes e coordenadores. Os resultados da pesquisa apontaram para a aplicação de práticas de gestão de projetos de forma empírica e baseada nas necessidades do dia a dia. As contribuições relativas aos elementos de gestão de projetos mostraram ser compatíveis com as demandas de implantação de ações e programas de qualidade de vida nas empresas pesquisadas.

Texto completo:

PDF

Referências


ABQV - Associação Brasileira de Qualidade de Vida (2008). São Paulo. Recuperado em 3 junho, 2008, de .

ABRH - Associação Brasileira de Recursos Humanos (2008). São Paulo. Recuperado em 3 junho, 2008, de .

Amaratunga, D.; Baldry, D; Sarshar, M and Newton, R. (2002).Quantitative and qualitative research in the built environment: an application of “mixed” research approach. Work Study, 51(1), 17-31.

Arellano, E. B. (2007). Práticas premiadas em qualidade de vida. In: Lombardi, T. M.; Simurro, S. A. B. e Arellano, E. B. (Eds.) Prêmio nacional de qualidade de vida: a trajetória de uma década. São Paulo: ABQV.

Ballou, B. and Godwin, N. H. (2007, October). Quality of work life: have you invested in your organization’s future? Strategic Finance, 40-45.

Bardin, L. (1977). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Collis, J. e Hussey, R. (2005). Pesquisa em administração. Porto Alegre: Bookman.

Dinsmore, P. C. (1992). Gerência de programas e projetos. São Paulo: PINI.

Eisenhardt, K. M. (1989). Building theories from case study research. Academy of Management Review, EUA, 14(4), 532-550.

Eisenhardt, K. M. and Graebner, M. E. (2007). Theory building from cases: opportunities and challenges. Academy of Management Journal, 50(1), 25-32.

Época. (2009). As 100 melhores empresas para trabalhar. São Paulo. Recuperado em 9 março, 2009, de .

Fernandes, E. C. (1996). Qualidade de vida no trabalho. Salvador: Casa da Qualidade.

FGV - Fundação Getúlio Vargas. (2008). São Paulo. Recuperado em 3 maio, 2008, de .

Frame, J. D. (1995). Managing projects in organizations: how to make the best use of time, techniques, and people. San Francisco: Jossey-Bass.

GPWI - Great Place to Work Institute. (2009). São Paulo. Recuperado em 9 março, 2009, de .

Hackman, J. R. and Oldham, G. R. (1970). Development of the job diagnostic survey. Journal of Applied Psychology, 60, 159-170.

Kerzner, H. (2006). Gestão de projetos: as melhores práticas. (2a. ed.). Porto Alegre: Bookman.

Lewis, J. P. (1995). The project manager’s desk reference: a comprehensive guide to project panning, scheduling, evaluation, control & systems. Chicago: Irwin.

Limongi-França, A. C. (2001). Interfaces da qualidade de vida na administração: fatores críticos de gestão empresarial para uma nova competência. Tese de Livre-Docência em Administração de Empresas, Faculdade de Economia e Administração da USP, São Paulo, SP, Brasil.

Limongi-França, A. C. (2004). Qualidade de vida no trabalho – QVT: conceitos e práticas nas empresas da sociedade pós-industrial. (2a.ed.). São Paulo: Atlas.

Limongi-França, A. C. e Rodrigues, A. L. (2005). Stress e trabalho: uma abordagem psicossomática. (4a. ed.). São Paulo: Atlas.

Marconi, M. A. e Lakatos, E. M. (2005). Fundamentos de metodologia científica. (6a. ed., p. 165). São Paulo: Atlas.

Martel, J-P. and Dupuis, G. (2006, Springer). Quality of work life: theoretical and methodological problems, and presentation of a new model and measuring instrument. Social Indicators Research, Quebec, 77, 333-368.

Maximiano, A. C. A. (2007). Administração de projetos: como transformar idéias em resultados. (p.54). São Paulo: Atlas.

Meredith, J. R. e Mantel, S. J. Jr. (2000). Administração de projetos: uma abordagem gerencial. (4a. ed.). Rio de Janeiro: LTC.

Nadler, D. A.; Hackman, J. R. e Lawler, E. E. (1983). Comportamento organizacional. Rio de Janeiro: Campus.

Nogueira, A. J. F. M. (2002). In: Fleury, M.T. L. (org.). As pessoas na organização (p. 129). São Paulo: Gente.

Pinto, J. K. and Prescott, J. E (1988). Variations in critical success factors over the stages in the project life cycle. Journal of Management, 14(1), 5-18.

PMI - Project Management Institute. (2004). A guide to the project management body of knowledge. (3a. ed.). Newtown Square, USA: PMI Publications.

Selltiz, C; Jahoda, M; Deutsch, M e Cook, S. (1975). Métodos de pesquisa nas relações sociais. São Paulo: EPU.

Silva, M. A. D. da e Marchi, R. de. (1997). Saúde e qualidade de vida no trabalho. São Paulo: Círculo do Livro.

Você S.A. (2009). As melhores empresas para você trabalhar. Revista Você S.A. Recuperado em 9 março, 2009, de .

Walton, R. E. (1973, Fall). Quality of working life: What is it? Sloan Management Review, 11-21.

Yin, R. K. (2005). Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman.




DOI: https://doi.org/10.5585/gep.v1i1.201011

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 Maria Lúcia Granja Coutinho, Antonio Cesar Amaru Maximiano, Ana Cristina Limongi-França



GeP – Revista Gestão e Projetos
ISSN da versão eletronica: 2236-0972
http://www.revistagep.org