Projetos Educacionais e Estudos Observacionais em Análise Fílmica: Qual o Atual Status de Produção no Brasil?

Nildes Pitombo Leite, Iraides Gonçalves do Amaral, Alessandra Demite Gonçalves de Freitas, Marcelo Aparecido Alvarenga

Resumo


A definição de projetos educacionais dada por Moura & Barbosa (2011) e adotada nesta pesquisa, foi utilizada como elemento auxiliar, tanto no norteamento das análises dos dados mapeados nos seminários, congressos, periódicos, capítulos de livros e livros, no período de 2000 a 2012, quanto na identificação e análise de projetos educacionais que se encontrem sob as perspectivas de projetos (também aqui consideradas como categorias prévias para análise) de ensino, desenvolvimento, intervenção, pesquisa e aprendizagem. Na agenda de pesquisa sobre projetos educacionais no Brasil predominam as perpectivas de projetos em pesquisa e aprendizagem. Crescem os estudos oberservacionais sob essas mesmas perspectivas, seguidos da perspectiva ensino. Os mapeamentos aqui analisados, os avanços empíricos realizados e as perspectivas que se abrem ao término desta pesquisa são fatores considerados relevantes para os rumos dos estudos observacionais com análises fílmicas, contribuindo para minimizar reducionismos e inconsistências em projetos educacionais, quaisquer que sejam as perspectivas de projetos.

DOI:10.5585/gep.v3i3.114


Palavras-chave


Projetos; Projetos Educacionais; Estudos Observacionais; Análise Fílmica.

Texto completo:

PDF

Referências


Abbagnano, N. (2003). Dicionário de filosofia. São Paulo: Martins Fontes.

Almeida, M. J. (2004). Imagens e sons: a nova cultura oral. São Paulo: Cortez.

Almeida, S. L., Guerra, J. R. (2008). Empreendedor humanizado como uma alternativa ao empresário bem-sucedido: um novo conceito em empreendedorismo, inspirado no filme ‘Beleza Americana’. RAM – Revista de Administração Mackenzie, 9(8), 112-134, edição especial. São Paulo: Mackenzie.

Alvarenga, M. A., Leite, N. R. P., Pereira, R. L., Viegaz, O. E. (2012). Carreira orientada por valores: um estudo observacional baseado no filme ‘Escritores da Liberdade’. In: Anais do SemeAd, 15. São Paulo: FEA-USP.

Araujo, F. F. , Tomei, P. A. (2011). A ética corporativa e o cenário competitivo: uma análise dos dilemas éticos nas relações de trabalho contemporâneas a partir do filme ‘O Corte’. In: Anais do EnANPAD, 35. Rio de Janeiro: ANPAD.

Araujo, F. F. & Tomei, P. A. (Jul./Set./2012). A ética corporativa e o cenário competitivo: uma análise dos dilemas éticos nas relações de trabalho contemporâneas a partir do filme ‘O corte’ (Le Couperet). Revista Pensamento Contemporâneo em Administração – RPCA, 6(3), 121-145. Rio de Janeiro.

Araújo, A. L. C., Morais, D. O. C., Oliveira, N. Q. S., Ipiranga, A. S. R. (2012). Avatar: uma proposta de abordagem das dimensões do desenvolvimento sustentável em uma análise fílmica. In: Machado, D. Q. e Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Arruda, A. S. O., Arruda, C. D. B.; Costa, D. B., Cartaxo, S. R. G. (2012). Piratas do vale do silício: um estudo observacional das ações de empreendedorismo. In: Machado, D. Q. e Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Baêta, A. M. C. (2007). Filmes no ensino e aprendizagem de questões éticas na Administração pública. In: Davel, E.; Vergara, S. C. e Ghadiri, D. P. (Orgs). Administração com arte: experiências vividas de ensino-aprendizagem, 71-92. São Paulo: Atlas.

Bailey, K. D (1994). Methods of social research. New York: The Free Press.

Barbosa, E. F.; Gontijo, A. F. e Santos, F. F. (Mai./Ago./2004). Inovações pedagógicas em educação profissional: uma experiência de utilização do método de projetos na formação de competências. Boletim Técnico do SENAC, 30(2). Belo Horizonte: SENAC.

Barbosa, A. R., Teixeira, L. R. (2007). A utilização de filmes no ensino de administração. In: Anais do EnEPQ, 1. Recife: ANPAD.

Bardin, L. (2010). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Barros, M. (2007). Kubrick e cultura organizacional. In: Davel, E.; Vergara, S. C. e Ghadiri, D. P. (Orgs). Administração com arte: experiências vividas de ensino-aprendizagem, pp. 53-58. São Paulo: Atlas.

Bertolin, R. V. e Brito, M. J. (2011). Análise fílmica: alternativa metodológica na pesquisa organizacional refletindo subjetividade, trabalho e corporeidade. In: Anais do EnGPR, 3. João Pessoa: ANPAD.

Blasco, G. P. (2006). Educação da afetividade através do cinema. Curitiba: Instituo de Ensino e Fomento.

Bogdan, R., Biklen, S. (1994). Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Editora Porto Ltda.

Borges, J. F., Casado, T. (2009). Outro estereótipo de carreira executiva? Ficção e vida real na luta pelos lugares. In: Anais do EnANPAD, 33. São Paulo: ANPAD.

Brandão, M. S. (2005). Leve seu gerente ao cinema: filmes que ensinam. Rio de Janeiro: Qualitymark.

Brasil, M. V. O. , Tassigny, M. M. (2012). A rede social: universidade como locus da inovação e do empreendedorismo. In: Machado, D. Q. e Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Brito, M. H. (2011). Applying films on environmental cases to discuss ‘Corporate’ response and ethics. In: Anais do EnEPQ, 3. João Pessoa: ANPAD.

Carvalho, M. M., Rabechini Jr., R. (2006). Construindo competências para gerenciar projetos: teoria e casos. São Paulo: Atlas.

Carvalho, R. I. B. (2007). Universidade midiatizada: o uso da televisão e do cinema na educação superior. Brasília: Senac.

Carvalho, C. C., Alburquerque, J. S., Cardoso, M. L., Sales, R. K. L. e Valdevino, R. Q. S. (2012). Área Q: um estudo observacional do pesquisador na esfera qualitativa. In: Machado, D. Q. e Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Carvalho, C. M., Machado, C. O., Morais, D. O. C., Carlos, M. G. O., Santos, P. C. C. (2012). Capote: o lado sombrio da pesquisa etnográfica. In: Machado, D. Q. e Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Cooper, D. R., Schindler, P. S. (2003). Métodos de pesquisa em Administração. Porto Alegre: Bookman.

Davel, E., Vergara, S. C., Ghadiri, S. e Fischer, T. (2004). Revitalizando a relação ensino-aprendizagem em administração por meio de recursos estéticos. In: Anais do EnANPAD, 28. Curitiba: ANPAD.

Davel, E., Vergara, S. C., Ghadiri, D. P. (Orgs). (2007). Administração com arte: experiências vividas de ensino-aprendizagem. São Paulo: Atlas.

Denzin, N. K. (2004). Reading film: using films and videos as empirical social science material. In: Flick, U.; Kardorff, E. Von e Steinke, I. A companion to qualitative research. California: Sage Publications Inc.

Dinsmore, P. C.(1992). Gerência de programas e projetos. São Paulo: Pini.

Duarte, R. (2002). Cinema & educação. Belo Horizonte: Autêntica.

Duarte, R. G., Lima, A. O., Menezes, L. M. L. (2012). Avatar: um estudo observacional das percepções ambientais para a sustentabilidade. In: Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Espinal, L. (1976). Consciência crítica diante do cinema. São Paulo: LIC Editores.

Estanislau, C.; Castro, D. S. P.; Vieira, A. M., Resch, S. (2012). História, memória e arte: análise do trabalho na região do ABC a partir do filme ‘Peões’. In: Anais do Êneo, 7. Curitiba: ANPAD.

Fleury, M. T. L., Sarsur, A. M. (2006). O quadro negro como tela: o uso do filme ‘Nenhum a menos’ como recurso de aprendizagem em gestão por competências. In: Anais do EnANPAD, 30. Salvador: ANPAD.

Fleury, M. T. L., Sarsur, A. M. (Mar./2007). O quadro negro como tela: o uso do filme ‘Nenhum a menos’ como recurso de aprendizagem em gestão por competências. Cadernos EBAPE.BR, 5(1). Rio de Janeiro: FGV.

Fleury, M. T. L., Sarsur, A. M. (2007). Nenhum a menos: desvendando conceitos sobre gestão por competências. In: Davel, E., Vergara, S. C.,

Ghadiri, D. P. (Orgs). Administração com arte: experiências vividas de ensino-aprendizagem, pp. 59-70. São Paulo: Atlas.

Flick, W. (2004). Uma introdução à pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Bookman.

Frame, J. D. (1995). Managing projects in organizations: how to make the Best use of time, techniques, and people. San Francisco: Jossey-Bass.

Freitas, K. (2007). O lugar da secretária: implicações históricas de gênero no trabalho e imagem da profissão. In: Anais do EnGPR, 1. Natal: ANPAD.

Furtado, R. A., Garcia, L. M. e Vasconcelos, G. M. R. (2008). ‘Ana e o Rei’: a utilização de um filme como recurso didático para uma discussão mais aprofundada da cultura nas organizações. In: Anais do EnANPAD, 32. Rio de Janeiro: ANPAD.

Garcia, E. A. R., Machado, D. Q., Oliveira, M. C. (2012). A fraude: o papel dos agentes de governança corporativa em conflitos de agência. In: Machado, D. Q. e Matos, F. R. N. (Orgs). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Gava, R. e Xavier, W. S. (2007). Entre o ensino e o debate: o uso do documentário ‘The Corporation’ como recurso didático na formação de administradores brasileiros. In: Anais do EnEPQ, 1. Recife: ANPAD.

Gava, R., Xavier, W. S. (Nov./2008). Entre o ensino e o debate: o uso do documentário ‘The Corporation’ como recurso didático na formação de administradores brasileiros. Revista de Gestão Organizacional, número especial ENEPQ, 1. pp. 70-79. ANPAD.

Gil, A. C. (1999). Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas.

Gubernikoff, G. (Jan./Jun./2009). A imagem: representação da mulher no cinema. Conexão, 8(15), 65-77. Caxias do Sul: UCS.

Houaiss, A., Villar, M. S., Franco, F. M. M. (2009). Minidicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva.

Ipiranga, A. S. R. (2003). A narração fílmica como instrumento da ação formativa: um enfoque semiótico. In: Anais do EnANPAD, 27. Atibaia, SP: ANPAD.

Ipiranga, A. S. R. (2005). A narração fílmica como instrumento da ação formativa: um enfoque semiótico. Revista O&S, 12(32), 143-164. Salvador: UFBA.

Ipiranga, A. S. R. (2007). A narração fílmica no ensino de gestão de pessoas e de comportamento organizacional. In: Davel, E., Vergara, S. C., Ghadiri, D. P. (Orgs). Administração com arte: experiências vividas de ensino-aprendizagem, pp. 81-91. São Paulo: Atlas.

Kerzner, H. (2006). Gestão de projetos: as melhores práticas. Porto Alegre: Bookman.

Kerzner, H. (2011). Gerenciamento de projetos: uma abordagem sistêmica para planejamento, programação e controle. São Paulo: Blücher.

Lewis, J. P. (1995). The project manager’s desk reference: a comprehensive guide to project planning, scheduling, evaluation, control & systems. Chicago: Irwin.

Leite, N. P., Chang Junior, J., Santos, R. S. (2006). A linguagem fílmica na formação e no fortalecimento de grupos, equipes e times de trabalho. In: Anais do Êneo, 4. Curitiba: ANPAD.

Leite, N. R. P., Leite F. P. (2007). Um estudo observacional do filme ‘Denise esta Chamando’ à luz da Teoria de Ação de Chris Argyris e Donald Schön. In: Anais do SemeAD, 10. São Paulo: FEA-USP.

Leite, N. R. P., Leite F. P. (2007). Um estudo observacional do filme ‘Denise esta Chamando’ à luz da Teoria de Ação de Chris Argyris e Donald Schön. REGE – Revista de Gestão da USP, pp.77-91, número especial. São Paulo: FEA-USP.

Leite, N. R. P., Leite, F. P. (2010). A linguagem fílmica na formação e no fortalecimento de grupos, equipes e times de trabalho: aplicações do estudo observacional. REGE - Revista de Gestão da USP, 17(1), 75-97. São Paulo: FEA-USP.

Leite, N. R. P., Nishimura, A. T., Leite, F. P. (2010). O estudo do construto amor em Administração: ciência ou senso comum? Revista REUNA, 15(2), 59-81. Belo Horizonte: UNA.

Leite, N. R. P., Leite, F. P., Nishimura, A. T., Cherez, R. L. (2010). Educação tutorial: revitalizando ensino-aprendizagem e pesquisa em Administração. FACES - Revista de Administração, 9(4), 87-104. Belo Horizonte.

Leite, N. R. P., Amaral, I. G. (2012) ‘Imagens da organização’ e análise fílmica: o papel dessas metáforas em ensino e pesquisa em Administração. In: Anais do SemeAd, 15. São Paulo: FEA-USP.

Luz, M., Peternela, D. (2006). Lições que a vida ensina e a arte encena. Rio de Janeiro: Qulitymark.

Luz, M. e Peternela, D. (2008). Outras lições que a vida ensina e a arte encena. Rio de Janeiro: Qulitymark.

Machado, J. L. A. (2008). Na sala de aula com a sétima arte: aprendendo com o cinema. São Paulo: Intersubjetiva.

Machado, D. Q. , Bezerra, C. A. S. (Set./Dez./2010). ‘Avatar’: uma análise dos aspectos fundamentais da terceirização em um estudo observacional. Revista Ibero-Americana de Estratégia – RIAE, 9(3), 44-62. São Paulo: UNINOVE.

Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Machado, D. Q., Matos, F. R. N., Leite, N. R. P., Leite, F. P. (2012). Estudo observacional e linguagem fílmica: uma introdução. In: Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Machado, D. Q., Bezerra, C. A. S. (2012). Avatar: os aspectos fundamentais da terceirização analisados em um estudo observacional. In: Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Machado, D. Q. Matos, F. R. N. (2012). A invenção da mentira: uma análise da ação do empreendedor inovador. In: Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Machado, D. Q.; Almeida, S. R.; Carvalho, C. M., Forte, S. H. A. C. (2012). Uma linda mulher: os princípios de governança corporativa em ações de aquisição hostil. In: Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (2012). A última sessão de cinema. In: Machado, D. Q. & Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Machado-da-Silva, C. L., Walter, S. A., Cruz, A. P. C. (2009). Do terroir à globalização: uma análise institucional com base em ‘Mondovino’. In: Anais do EnANPAD, 33. São Paulo: ANPAD.

Machado-da-Silva, C. L.; Walter, S. A., Cruz, A. P. C. (Out./2010). Do terroir à globalização: uma análise institucional com base em ‘Mondovino’. Perspectivas contemporâneas, edição especial, pp. 22-50. Campo Mourão.

Mageste, G. S.; Mendes, E. L., Cappelle, M. C. A. (2006). Mulher, trabalho e cinema: representações do trabalho feminino no cinema brasileiro. In: Anais do Êneo, 4. Curitiba: ANPAD.

Marçal, M. C. C., Mello, S. C. B., Fonsêca, F. R. B. (2007). Vivendo a ‘Metropolis’ e o mundo do trabalho precarizado. In: Anais do EnGPR, 1. Natal: ANPAD.

Martins, G. A., Theóphilo, C. R. (2009). Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. São Paulo: Atlas.

Matos, F. R. N., Lima, A. C., Giesbrecht, C. M. (Jun./2011). Estudo observacional das relações de poder no filme ‘O Óleo de Lorenzo’. Cadernos EBAPE.BR, 9(2), artigo 11, 438-449. Rio de Janeiro: FGV.

Matos, F. R. N., Queiroz, W. V., Lopes, K. L. A., Frota, G. S. L., Saraiva, V. M. L. L. V. (Mar./2012). Estudo observacional do comportamento empreendedor de Irineu Evangelista de Sousa da ótica de Filion no filme ‘Mauá – o Imperador e o Rei’. Cadernos EBAPE.BR, 10(1), artigo 11, 215-220. Rio de Janeiro: FGV.

Matos, F. R. N., Queiroz, W. V., Lopes, K. L. A., Frota, G. S. L., Saraiva, V. M. L. L. V. (2012). Mauá - o imperador e o rei: o comportamento empreendedor de Irineu Evangelista de Sousa. In: Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Matos, F. R. N., Lima, A. C., Giesbrecht, C. M. (2012). O óleo de Lorenzo: estudo observacional das relações de poder no campo científico. In: Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Mattos, P. L. C. L. (2006). Os resultados de minha pesquisa qualitativa não podem ser generalizados: pondo os pingos nos is dessa ressalva. In: Anais do EnANPAD, 30. Salvador: ANPAD.

Maximiano, A. C. A. (2007). Administração de projetos: como transformar idéias em resultados. São Paulo: Atlas.

Mendonça, J. R. C., Guimarães, F. P. (2007). Do quadro aos “quadros”: o uso de filmes como recurso didático no ensino de administração. In: Anais do EnEPQ, 1. Recife: ANPAD.

Mendonça, J. R. C., Correia, M. A. L. (2007). A abordagem dramatúrgica e os métodos visuais de pesquisa: a observação do gerenciamento de impressões nas interações sociais. In: Anais do EnEPQ, 1. Recife: ANPAD.

Mendonça, J. R. C., Guimarães, F. P. (Ago./2008). Do quadro aos “quadros”: o uso de filmes como recurso didático no ensino de administração. Cadernos EBAPE.BR, número especial. Rio de Janeiro: FGV.

Mendonça, J. R. C., Correia, M. A. L. (2008). A abordagem dramatúrgica e os métodos visuais de pesquisa: a observação do gerenciamento de impressões nas interações sociais. Revista de Administração Mackenzie – RAM, 9(4), 125-141. São Paulo: Mackenzie.

Meredith, J. R., Mantel Jr., Samuel, J. (2000). Administação de projetos: uma abordagem gerencial. Rio de Janeiro: Campus.

Moreira, M. Z., Moreira, A. Z. (2012). O terminal: um estudo observacional das teorias organizacionais. In: Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Moura, D. G., Barbosa, E. F. (2011). Trabalhando com projetos: planejamento e gestão de projetos educacionais. Petrópolis, RJ: Vozes.

Napolitano, M. (2009). Como usar o cinema em sala de aula. São Paulo: Cntexto.

Nogueira, A. B. R., Duarte, R. G., Albuquerque, I. N. M. (2012). Missão especial: estudo observacional do processo ensino-aprendizagem para pessoas com deficiência mental. In: Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Oliveira, M. V. S. S. (2012) A corrente do bem da educação financeira: o cidadão está aprendendo o que o banco central está ensinando? In: Anais do EnANPAD, 36. Rio de Janeiro: ANPAD.

Patton, M. Q. (2002) Qualitative research and evaluation methods. London: Sage Publications.

PMI Project Management Institute. (2004). A guide to the project management body of knowledge. Newtown Square: PA.

PMI- Project Management Institute. (2008). A guide to the project management body of knowledge. Newtown Squere: PA.

Queiroz, N. S. (2012). Cinema, estudos organizacionais e crise financeira mundial. In: Anais do EnANPAD, 36. Rio de Janeiro: ANPAD.

Rebouças, C. Q., Matos, F. R. N., Machado, D. Q. (2012). A maldição da flor dourada: um estudo observacional das relações de dominação e poder. In: Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Rezende, J. F. D. (2007). ‘Matrix’ e a administração transpessoal. Rio de Janeiro: Qualitymark.

Rezende, J. F. D. (2011). ‘Matrix’: uma metáfora para a administração? In: Anais do III EnEPQ. João Pessoa: ANPAD.

Rezende, J. F. D., Araújo M. A. D. (2011). Uso do filme ‘Matrix’ para o ensino da administração. Revista Holos, ano 28, v. 4. Natal: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia.

Saraiva, L. A. S. (2007). ‘Tempos Modernos’, ‘Metrópolis’ e ‘Rashomon’ no ensino de teorias da Administração. In: Davel, E., Vergara, S. C., Ghadiri, D. P. (Orgs). Administração com arte: experiências vividas de ensino-aprendizagem, pp. 43-52. São Paulo: Atlas.

Selltiz, C.; Wrightsman, L .S., Cook, S. W. (1987). Métodos de pesquisa nas relações sociais. São Paulo: EDUSP.

Selltiz, C., Wrightsman, L. S., Cook, S. W. (2005). Métodos de pesquisa nas relações sociais, v. 2 – medidas na pesquisa social. São Paulo: EPU.

Shenhar, A. J., Dvir, D. (2010). Reinventando gerenciamento de projetos: a abordagem diamante ao crescimento e inovação bem-sucedidos. São Paulo: M. Books.

Silva, J. S.; Rocha, J. D., Pinto, F. R. (2012). Pequeno milagre: uma análise das concepções de deficiência em um estudo observacional. In: Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Sobreira, M. C.; Matos, F. R. N., Albuquerque, J. S.; Cardoso, M. L., Valdevino, R. Q. S. (2012). O poderoso chefão: um estudo observacional da filosofia maquiavelista. In: Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). (2012). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Suarez, M. C., Tomei, P. A. (2007). Longe de um final feliz? Uma análise das novas relações de trabalho a partir do filme ‘Em Boa Companhia’. In: Anais do EnGPR, 1. Natal: ANPAD.

Tavares, C. A. B., Ferreira, R. C; Silva, M. A. B., Leite, N. R. P. (2011). Sucesso psicológico, felicidade e linguagem fílmica em Administração. In: Anais do SemeAD, 14. São Paulo: FEA-USP.

Tavares, C. A. B., Ferreira, R. C., Silva, M. A. B., Leite, N. R. P. (2012). À procura da felicidade: sucesso psicológico, felicidade e linguagem fílmica em administração. In: Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Tavares, C. A. B., Freitas, A. D. G., Leite, N. R. P. (2012). ‘Um time, um país’ – um estudo sobre a eficácia da liderança à luz da análise fílmica de Invictus. In: Anais do SemeAd, 15. São Paulo: FEA-USP.

Teixeira, I. A. C., Lopes, J. S. M. (2008). A escola vai ao cinema. Belo Horizonte: Autêntica.

Teixeira, A. A., Matos, L. B. S., Machado, D. Q., Freitas, A. A. F. (2012). Zelig: estudo observacional do processo de isomorfismo em indivíduos. In: Machado, D. Q., Matos, F. R. N. (Orgs). Estudos observacionais em linguagem fílmica. Curitiba: CRV.

Valença, A. C., Köenigs, R., Hare, P. (2004). Método Symlog e aprendizagem organizacional. Rio de Janeiro: Qualitymark.

Vanoye, F., Goliot-Lèté, A. (1992). Précis D’analyse filmique. Paris: Éditions Nathan.

Vergara, S. C. (2005). Métodos de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas.

Vergara, S. C. (2007). Arte cenográfica, vídeos, dramatizações e música no ensino de teoria das organizações. In: Davel, E.; Vergara, S. C., Ghadiri, D. P. (Org). Administração com arte: experiências vividas de ensino-aprendizagem, pp. 35-41. São Paulo: Atlas.

Wood Jr., T. (2007). A utilização de filme e fotografia na discussão do conceito de liderança. In: Davel, E.; Vergara, S. C., Ghadiri, D. P. (Org). Administração com arte: experiências vividas de ensino-aprendizagem, pp. 35-41. São Paulo: Atlas.




DOI: https://doi.org/10.5585/gep.v3i3.114

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 Iraides Gonçalves do Amaral, Alessandra Demite Gonçalves de Freitas, Marcelo Aparecido Alvarenga



GeP – Revista Gestão e Projetos
ISSN da versão eletronica: 2236-0972
www.revistagep.org