Perfil da Liderança na Gestão de Projetos: Uma Pesquisa com Profissionais da Área

Daiane Souza Dias, Gabriela Perciuncula, Juliana Maffia, Pedro Domingos Antoniolli

Resumo


Este estudo aborda a questão relacionada às competências do gestor da área de projetos, buscando as principais referências e, a partir daí, com o objetivo de traçar o perfil desses gestores, identificar suas principais competências positivas e as que deverão ser desenvolvidas. Para isso, foi elaborado um questionário de pesquisa primária, e o mesmo foi aplicado, pelo criterio de conveniência, aos colaboradores de empresas de diversos segmentos, que trabalham com projetos. Para tanto, de acordo com a classificação de Marconi e Lakatos (2010), foi elaborada uma pesquisa, qualitativa quanto à abordagem, descritiva quanto aos objetivos, e como procedimentos técnicos foi aplicada tanto a pesquisa bibliográfica, bem como questionário tipo survey. O questionário foi disponibilizado por meio de servidor online do Google (Google Formulários) e divulgado em redes sociais e profissionais. As questões buscaram identificar a idade dos gestores de projetos, cargos ocupados, formação dentro da área, endereçando as habilidades e competências identificadas na percepção de seus liderados. Foram obtidos 126 questionários respondidos, dos quais 17 foram descartados por não envolverem profissionais que atuam com projetos, o que proporcionou grande volume de informações, e que possibilitou identificar o perfil do líder, suas competências de destaque, e as necessidades de mudança provenientes de habilidades a serem desenvolvidas. As competências que se destacam nesses gestores de projetos são, de acordo com a percepção de seus liderados: negociação, tomada de decisões, liderança, comunicação e influência. Os entrevistados apontaram motivação, gerenciamento de conflitos, construção de equipes, liderança e comunicação como competências que devem ser desenvolvidas pelos seus gerentes de projetos. Este artigo apresenta, como estrutura, uma contextualização inicial, sendo apresentada, na sequência, a metodología, seguida pela revisão da literatura. Posteriormente, é feita a análise dos resultados das entrevistas, com identificação das competências consideradas importantes, sob a avaliação dos membros das equipes de projetos, quanto as competências e habilidades que requerem maior capacitação por parte dos gestores. Por fim, são apresentadas as considerações finais, que incluem principais elementos abordados, limitações da pesquisa, e sugestões para trabalhos futuros.  


Palavras-chave


Gerenciamento de projetos; Gestor de projetos; Liderança; Perfil profissional; Projetos.

Texto completo:

PDF

Referências


Belassi, W., Tukel, O.I.(1996) “A new framework for determining critical success/failure factors in project” International Journal of Project Management, 14(3), 141-151.

Bouer, R., Carvalho, M. M.(2005) Metodologia singular de gestão de projetos: condição suficiente para a maturidade em gestão de projetos? Revista Produção, 15(3), 347 – 361, setembro – dezembro.

Carton, F., Adam, F., Sammon, D.(2007) “Project management: a case study of a successful ERP implementation” International Journal of Managing Projects in Business, 1(1), 106-124.

Carvalho, M. M., Rabechini Jr, R.(2008) Construindo competências para gerenciar projetos. São Paulo: Editora Atlas.

Chiavenato, I.(2011) Introdução à Teoria Geral da Administração. (8ª ed.) São Paulo: Editora Elsevier – Campus.

Costa, G. M.(2008) Change management: uma abordagem prática e sistêmica. Porto Alegre: Nova Prova.

Dey, P. K., Kinch, J., Ogunlana, S. O. (2007) “Managing risk in software development projects: a case study” Industrial Management & Data Systems, 107(2), 284-303.

Figueiredo, F. C., Figueiredo, H. C. M.(2013) Dominando gerenciamento de projetos com MS project 2002. São Paulo: Ciência Moderna Ltda.

Heldman, K.(2005) Gerência de projetos: guia para o exame oficial do PMI. Rio de Janeiro: Elservier.

Huemann, M.(2010) “Considering human resource management when developing a projectoriented company: case study of a telecommunication company” International Journal of Project Mangement, 28(4), 361-369.

Kerzner, H.(2002) À procura da excelência em gerenciamento de projetos. São Paulo: Willey.

Kerzner, H.(2002) Gestão de projetos: as melhores práticas. Trad. Marco Antônio Viana Borges, Marcelo Klippel e Gustavo Severo de Borba. Porto Alegre: Bookman.

Kerzner, H.(2006) Gestão de projetos: as melhores práticas. Porto Alegre: Bookman.

Lindgren, M.; Packendorff, J. (2006) “What’s new in new forms of organizing? On the construction of gender in project-based work” Journal of Management Studies, 43(4), 841-866.

Lloyd-Walker, B., French, E., Crawford, L.(2016) “Rethinking researching project management: understanding the reality of project management careers”. International Journal of Managing Projects in Business, 9(4), 903-930.

Marques, J. R.(2014) Coaching positivo - Psicologia positiva aplicada ao coaching. Goiânia: Editora IBC.

Maximiano, A. C.(2002) Administração de projetos. São Paulo: Atlas.

Mcdonald, P., Brown, K., Bradley, L. (2005) “Have traditional career paths given way to protean ones? Evidence from senior managers in the Australian public sector” Career Development International, 10(2), 109-129.

Patah, L. A., Carvalho, M. M.(2002) Estruturas de gerenciamento de projetos e competências em equipes de projetos. Anais do Encontro Nacional de Engenharia de Produção, Curitiba, PR, Brasil, 23-25.

Paton, S., Hodgson, D.E., Cicmil, S.J.K.(2010) “Who am I and what am I doing here? Becoming and being a project manager” Journal of Management Development, 29(2), 157-166.

Objetivo Lua (2016) Consultoria e coaching. liderança situacional. Recuperado em: 28 de maio de 2016, de: .

Rabechini Jr., R.(2008) O gerente de projetos na empresa. (3 ed.) São Paulo: Editora Atlas.

Santos, J. A., Carvalho, H. G.(2006) Referencial brasileiro de competências em gerenciamento de projetos. Curitiba, Brasil: Associação Brasileira de Gerenciamento de Projetos.

Serafim, A.(2013) O Modelo Hersey-Blanchard: como liderar eficazmente os seus colaboradores. Recuperado em: 28 de junho de 2016, de: .

Shenhar, A.J., Tishler, A., Dvir, D.; Lipovetsky, S., Lechler, T.(2002) “Refining the search for project success factors: a multivariate, typological approach” R&D Management, 32(2), 111-126.

Shenhar, A. J., Dvir, D.(2007) Reinventando gerenciamento de projetos. a abordagem diamante ao crescimento e inovação bem-sucedidos. São Paulo: Editora M Books.

Shtub, A., RAZ, T.(1996) Optimal segmentation of projects — Schedule and cost considerations. European Journal of Operations Research, 95(2), dezembro.

Siedschlag, D., Junior, O.F.P.S., Alves, C.S.R.(2016) A contribuição do escritório de gestão de projetos – egp na gestão estratégica de uma univeridade comunitária. Revista de Gestão e Projetos, 7(3).

Soderlund, J., Bredin, K.(2006) “HRM in project intensive firms: changes and challenges”. Human Resource Management, 45(2), 249-265.

Standing, C., Guilfoyle, A., Lin, C., Love, P.E.D. The attribution of success and failure in IT projects, Industrial Management & Data Systems, v. 106, n. 8, p.1148-1165, 2006.

Turner, R.(1999) The handbook of project-based management, (2nd ed.), McGraw-Hill, London,.

Vargas, R.V.(2000) Gerenciamento de projetos: estabelecendo diferenciais competitivos. (2a. ed.) Rio de Janeiro: Brasport.

Vergara, S. C.(2000) Projetos e relatórios de pesquisa em administração. (3. ed.) São Paulo: Atlas.

Winter, M., Smith, C., Morris, P.W.G., Cicmil, S.(2006) “Directions for future research in project management: the main findings of a UK government-funded research network”, International Journal of Project Management, 24(8), 638-649.




DOI: https://doi.org/10.5585/gep.v8i1.486

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Daiane Souza Dias, Gabriela Perciuncula, Juliana Maffia, Pedro Domingos Antoniolli

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GeP – Revista Gestão e Projetos
ISSN da versão eletronica: 2236-0972
http://www.revistagep.org

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.