Aplicação da Health 4.0 no direcionamento de consultas especializadas em um hospital

Alexandre Silva Souza, Irapuan Glória Júnior

Resumo


Em uma sociedade tecnicista os dados podem exercer um efeito poderoso da vida pessoas, e muitas vezes isso ocorre de forma discreta. A Health 4.0 tenta fazer uso desses dados para efetuar avanços na saúde e bem-estar das pessoas, como o uso de informações médicas coletadas diariamente para melhorar os processos hospitalares. A pesquisa utilizou a metodologia de estudo de caso único para a construção de uma solução computacional. O resultado é um totem que apresenta a especialidade mais adequada para um paciente ao chegar em um hospital, baseado na indicação de sua enfermidade, seu histórico médico e nas especialidades disponíveis para auxiliar no processo de triagem do hospital. A contribuição para a prática é a apresentação de um modelo que poderá servir para os gestores que necessitam de soluções similares ao contexto estabelecido. A contribuição teórica é a de demonstrar outras aplicações para os conceitos da Health 4.0


Palavras-chave


Health 4.0; Solução Computacional; Processo de Triagem

Texto completo:

PDF

Referências


Andrade, N., Costa Neto, P. L. O., Torres, J. G. M., Glória Júnior, I., Scheidt, C. G., & Gazel, W. (2019). E-Health: A framework proposal for interoperability and health data sharing. A Brazilian Case. IFIP International Conference on Advances in Production Management Systems, 1, 544–551. Austin: Springer.

Badri, A., Boudreau-Trudel, B., & Souissi, A. S. (2018). Occupational health and safety in the industry 4.0 era: A cause for major concern? Safety Science, 109, 403–411. https://doi.org/10.1016/j.ssci.2018.06.012

Collins, F. S., & Varmus, H. (2015). A New Initiative on Precision Medicine. New England Journal of Medicine, 372(9), 793–795. https://doi.org/10.1056/NEJMp1500523

Despeisse, M., Davé, A., Litos, L., Roberts, S., Ball, P., & Evans, S. (2016). A Collection of Tools for Factory Eco-efficiency. Procedia CIRP, 40, 542–546. https://doi.org/10.1016/j.procir.2016.01.130

Fogel, A. L., & Kvedar, J. C. (2018). Artificial intelligence powers digital medicine. Npj Digital Medicine, 1(1). https://doi.org/10.1038/s41746-017-0012-2

Gartner. (2019). Computing Appliance. Recuperado 11 de junho de 2019, de https://www.gartner.com/it-glossary/computing-appliance/

Jiang, F., Jiang, Y., Zhi, H., Dong, Y., Li, H., Ma, S., … Wang, Y. (2017). Artificial intelligence in healthcare: Past, present and future. Stroke and Vascular Neurology, 2(4), 230–243. https://doi.org/10.1136/svn-2017-000101

Jiang, J., & Fernandez, W. (2018). From Project Management to Program Management: An Invitation to Investigate Programs Where IT Plays a Significant Role. Journal of the Association for Information Systems, 19(1), 40–57. https://doi.org/10.17705/1jais.00480

Labuda, N., Lepa, T., Labuda, M., & Kozak, K. (2017). Medical 4.0: Medical Data Ready for Deep and Machine Learning. Journal of Bioanalysis & Biomedicine, 09(06). https://doi.org/10.4172/1948-593X.1000194

Martins, G. de A., & Theóphilo, C. R. (2009). Metodologia da Investigação Científica Para Ciências Sociais Aplicadas. São Paulo: Atlas.

Monteiro, A. C. B., França, R. P., Estrela, V. V., Iano, Y., Khelassi, A., & Razmjooy, N. (2018). Health 4.0: Applications, Management, Technologies and Review. Medical Technologies Journal, 2(4), 15.

PMI. (2017). Project Management Body of Knowledge Guide. Pennsylvania: Four Campus Boulevard.

Poli, G. A., Saviani, T. N., & Glória Júnior, I. (2018). Logistics 4.0: A Systematic Review. 9(2), 32–47.

Pressman, R. (2011). Engenharia de Software (6o ed). São Paulo: McGraw-Hill.

Sannino, G., Falco, I. D., & Pietro, G. D. (2019). A Continuous Noninvasive Arterial Pressure (CNAP) Approach for Health 4.0 Systems. IEEE Transactions on Industrial Informatics, 15(1), 498–506. https://doi.org/10.1109/TII.2018.2832081

Sommerville, I. (2011). Engenharia de Software (9o ed). São Paulo: Pearson Education.

Wahl, B., Cossy-Gantner, A., Germann, S., & Schwalbe, N. R. (2018). Artificial intelligence (AI) and global health: How can AI contribute to health in resource-poor settings? BMJ Global Health, 3(4), e000798. https://doi.org/10.1136/bmjgh-2018-000798

Yin, R. K. (2015). Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman.




DOI: https://doi.org/10.5585/iptec.v8i1.14339

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Inovação, Projetos e Tecnologias – IPTEC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista Inovação, Projetos e Tecnologias - IPTEC

e-ISSN: 2318-9851
www.revistaiptec.org

Revista Inovação, Projetos e Tecnologias - IPTEC ©2020 Todos os direitos reservados.