Transferência de Conhecimentos Tácitos para Rotinas Organizacionais: Caso Prático da Área de Projetos da Vale

Alexandre Arnaldo Sonntag, Rodrigo Baroni de Carvalho

Resumo


Em um cenário de limitação de recursos cujo “mantra” é fazer mais com menos, torna-se mandatória a busca contínua de melhores práticas, em especial quando se trata de investimentos em projetos. Uma lacuna usualmente identificada pelas organizações é saber transferir conhecimentos tácitos para as rotinas das corporações. No âmbito da Vale, implantou-se uma metodologia de coleta estruturada de relatos de experiências com o intuito de extrair recomendações que sejam incorporadas pela organização. A base desta metodologia são entrevistas estruturadas para a conversão de conhecimentos tácitos em explícitos. Como resultados desta metodologia, foi possível capturar e incorporar em um único projeto 84 recomendações para projetos futuros. A principal contribuição deste relato e apresentar uma metodologia de entrevista semiestruturada, como forma eficiente de transferir conhecimentos tácitos de indivíduos para organizações. Também foram combinados objetos de conhecimento, que mostrou-se eficiente na captura de conhecimentos tácitos que foram incorporados em procedimentos e rotinas, visando ampliar o desempenho de projetos futuros.


Palavras-chave


Lições Aprendidas; Gestão de Projetos; Aprendizagem organizacional; Gestão de Conhecimento.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/iptec.v6i1.139

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Alexandre Arnaldo Sonntag, Rodrigo Baroni de Carvalho

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Revista InovaçãoProjetos e Tecnologias - IPTEC / e-ISSN:2318-9851

Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP, (Brasil). 01504-000

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional