Como temos pesquisado a Airbnb? Características das pesquisas em periódicos científicos da Administração e do Turismo entre 2008 e 2018

Leonardo Bars Humes, Otávio Bandeira de Lamônica Freire

Resumo


Objetivo do estudo: O objetivo desta pesquisa é apresentar as características dos artigos que analisam a Airbnb publicados nos principais periódicos científicos internacionais e nos periódicos científicos nacionais pertencentes ao campo do Turismo e ao campo da Administração entre 2008 e 2018.

Metodologia/abordagem: Este estudo fundamenta-se em uma abordagem de método misto, empregando uma revisão sistemática seguida uma análise bibliométrica realizada por meio de um estudo de co-citações a partir de uma análise fatorial exploratória.

Originalidade/Relevância: Até o momento não foi identificada nenhuma revisão sistemática sobre a Airbnb que apresentasse as características das produções apontando as similaridades e diferenças entre a produção internacional publicada nos principais periódicos científicos e a produção científica nacional, nem uma análise bibliométrica que indicasse a constituição teórica que sustenta as investigações sobre Airbnb.

Principais resultados: Os artigos da amostra concentram-se em alguns periódicos, apresentando um crescimento exponencial ao longo dos anos, sendo majoritariamente não baseados em teoria, utilizando abordagem quantitativa, empregando como principais técnicas estatísticas regressões e SEM, focando em efeitos econômicos e empregando como principal unidade de análise dados secundários. O autor com mais publicações é Daniel Guttentag. As citações feitas pela amostra fundamentam-se em três fatores, nomeados (1) ‘Pricing e Impacto Econômico’, (2) ‘Sustentáculo Teórico’ e (3) ‘Estado da Arte e Estudos Futuros’.

Contribuições teóricas/metodológicas: Este artigo agrega a literatura sobre tema ao avançar os achados feitos por Humes e Freire (2018) e Dann, Teubner e Weinhardt (2019) por meio da realização de um estudo bibliométrico.

Palavras-chave


Airbnb; Revisão Sistemática; Estudo Bibliométrico; Turismo; Administração

Texto completo:

PDF

Referências


Ajzen, I. (1991). The theory of planned behavior. Organizational Behavior and Human Decision Processes, 50(2), 179-211.

Airbnb. (2019). Sobre nós. Recuperado de https://bit.ly/2SC3Krz.

Belk, R. (2010). Sharing. Journal of Consumer Research, 36(5), 715-734.

Bornelli, J. (2016, 06 de dezembro). Airbnb: a maior rede de hotéis do mundo que não possui nenhum quarto de hotel. StartSe. Recuperado de https://bit.ly/2CwC3ef.

Catramby, T. (2013). Em que cenário foi criado o curso superior de Turismo no Brasil?.. Artigo apresentado no XXVII Simpósio Nacional de História: Conhecimento histórico e diálogo social (pp.1-15). Natal, RN. Recuperado de https://bit.ly/2mcYtvv.

Cheng, M. (2016a). Current sharing economy media discourse in tourism. Annals of Tourism Research, 60, 111-114.

Cheng, M. (2016b). Sharing economy: A review and agenda for future research. International Journal of Hospitality Management, 57, 60-70.

Creswell, J. W. (2007). Projeto de Pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre: Artmed.

Dann, D., Teubner, T., & Weinhardt, C. (2019). Poster child and guinea pig–insights from a structured literature review on Airbnb. International Journal of Contemporary Hospitality Management, 31(1), 427-473.

Edelman, B. G., & Luca, M. (2014). Digital discrimination: The case of Airbnb.com (Harvard Business School NOM Unit Working Paper No. 14-054). Recuperado de https://hbs.me/2IdIrdI.

Field, A. (2009). Descobrindo a estatística usando o SPSS. Porto Alegre: Bookman Editora.

Gefen, D. (2000). E-commerce: the role of familiarity and trust. Omega, 28(6), 725-737.

Guerrazzi, L. A. d. C., Brandão, M. M., de Campos Junior, H., & Lourenço, C. E. (2015). Pesquisa em Marketing e Estratégia nos principais periódicos internacionais: Um estudo bibliométrico sobre publicações no século XXI. Revista Ibero Americana de Estratégia, 14(1), 7-27.

Guttentag, D. (2015). Airbnb: disruptive innovation and the rise of an informal tourism accommodation sector. Current Issues in Tourism, 18(12), 1192-1217.

Guttentag, D., Smith, S., Potwarka, L., & Havitz, M. (2018). Why tourists choose Airbnb: A motivation-based segmentation study. Journal of Travel Research, 57(3), 342-359.

Hamari, J., Sjöklint, M., & Ukkonen, A. (2016). The sharing economy: Why people participate in collaborative consumption. Journal of the Association for Information Science and Technology, 67(9), 2047-2059.

Hair, J. F., Black, W. C., Babin, B. J., Anderson, R. E., & Tatham, R. L. (2009). Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman.

Heo, Y. (2016). Sharing economy and prospects in tourism research. Annals of Tourism Research, 58, 166-170.

Hill, D. (2015). How much is your spare room worth?. IEEE Spectrum, 52(9), 32-58.

Hirschman, E. C. (1980). Innovativeness, novelty seeking, and consumer creativity. Journal of Consumer Research, 7(3), 283-295.

Humes, L. B., & Freire, O. B. d. L. (2018). Consumo mediado por tecnologia como forma de midiatização do consumo – O que temos pesquisado sobre a Airbnb?. Artigo apresentado no 41º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (pp.1-13). Joinville, SC. Recuperado de https://bit.ly/2lpHohy.

Karlsson, L., & Dolnicar, S. (2016). Someone's been sleeping in my bed. Annals of Tourism Research, 58, 159-162.

Kim, K., Hayes, J. L., Avant, J. A., & Reid, L. N. (2014). Trends in advertising research: A longitudinal analysis of leading advertising, marketing, and communication journals, 1980 to 2010. Journal of Advertising, 43(3), 296-316.

Manoharan, A., & Singal, M. (2017). A systematic literature review of research on diversity and diversity management in the hospitality literature. International Journal of Hospitality Management, 66, 77-91.

Marujo, N. (2013). A pesquisa em turismo: reflexões sobre as abordagens qualitativa e quantitativa. Revista de Investigación em Turismo y Desarrollo Local, 6(14), 01-16.

Monty, B., & Skidmore, M. (2003). Hedonic pricing and willingness to pay for bed and breakfast amenities in Southeast Wisconsin. Journal of Travel Research, 42(2), 195-199.

Piovesan, A., & Temporini, E. R. (1995). Pesquisa exploratória: procedimento metodológico para o estudo de fatores humanos no campo da saúde pública. Revista de Saúde Pública, 29, 318-325.

Prayag, G., & Ozanne, L. K. (2018). A systematic review of peer-to-peer (P2P) accommodation sharing research from 2010 to 2016: progress and prospects from the multi-level perspective. Journal of Hospitality Marketing & Management, 27(6),

-678.

Quevedo-Silva, F., Santos, E. B. A., Brandão, M. M., & Vils, L. (2016). Bibliometric study: guidelines on its application. Brazilian Journal of Marketing, 15(2), 246-262.

Rosen, S. (1974). Hedonic prices and implicit markets: product differentiation in pure competition. Journal of Political Economy, 82(1), 34-55.

Sampaio, R. F.; Mancini, M. C. (2007). Estudos de revisão sistemática: um guia para síntese criteriosa da evidência científica. Revista Brasileira de Fisioterapia, 11(1), 83-89.

Santos, E. B. A. (2016). Estilos musicais e seus efeitos no comportamento do consumidor no ambiente de varejo (Doctoral dissertation). Recuperado de https://bit.ly/2m1bQyv.

Silveira, L. M. d., Petrini, M., & Santos, A. C. M. Z. d. (2016). Economia compartilhada e consumo colaborativo: o que estamos pesquisando?. REGE - Revista de Gestão, 23(4), 298-305.

Sthapit, E., & Jiménez-Barreto, J. (2019). You never know what you will get in an Airbnb: Poor communication destroys value for guests. Current Issues in Tourism, 22(19), 2315-2318.

Stors, N., & Kagermeier, A. (2015). Motives for using Airbnb in metropolitan tourism – Why do people sleep in the bed of a stranger?. Regions Magazine, 299(1), 17-19.

Trenz, M., Frey, A., & Veit, D. (2018). Disentangling the facets of sharing: a categorization of what we know and don’t know about the sharing economy. Internet Research, 28(4), 888-925.

Tussyadiah, I. P., & Zach, F. (2017). Identifying salient attributes of peer-to-peer accommodation experience. Journal of Travel & Tourism Marketing, 34(5), 636-652.

Vera, R., Alves, L., & de Sevilha Gosling, M. (2017). Economia compartilhada no turismo: Uma discussão teórica sobre o consumo colaborativo e o compartilhamento. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, 10(1), 226-251.

Wang, D., & Nicolau, J. L. (2017). Price determinants of sharing economy based accommodation rental: A study of listings from 33 cities on Airbnb.com. International Journal of Hospitality Management, 62, 120-131.

Webster, J., & Watson, R. T. (2002). Analyzing the past to prepare for the future: Writing a literature review. MIS Quarterly, xiii-xxiii.

Zervas, G., Proserpio, D., & Byers, J. W. (2017). The rise of the sharing economy: Estimating the impact of Airbnb on the hotel industry. Journal of Marketing Research, 54(5), 687-705.

Zhang, Z., Ye, Q., & Law, R. (2011). Determinants of hotel room price: An exploration of travelers' hierarchy of accommodation needs. International Journal of Contemporary Hospitality Management, 23(7), 972-981.

Zimmermann, D. D., Humes, L. B., & Meira, K. d. M. A. (2019). Navegar é preciso: Narrativas midiatizadas do viajante contemporâneo sobre a Airbnb no YouTube. Artigo apresentado no X Pró-Pesq PP – Encontro Nacional de Pesquisadores em Publicidade e Propaganda (pp.1-15). São Paulo, SP.




DOI: https://doi.org/10.5585/podium.v9i1.15820

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review

e-ISSN: 2316-932X
www.podiumreview.org.br

PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review ©2020 Todos os direitos reservados.