Mascotes do Futebol Carioca na Estratégia Mercadológica do Jornal dos Sports

Flavio Mota de Lacerda Pessoa

Resumo


Admitindo o futebol como elemento importante da economia capitalista na sociedade contemporânea, o presente artigo investiga a exploração de elementos ligados à sua espetacularização, durante a década de 1940. Práticas da imprensa esportiva revelam possibilidades de potencialização de ações que visam estimular o consumo e a identificação dos torcedores com seus clubes. As charges do cartunista argentino Lorenzo Molas para o Jornal dos Sports, sob a direção de Mário Filho, são analisadas aqui para se compreender as dinâmicas econômicas ao redor do fenômeno esportivo, se levarmos em conta que em pouco tempo passaram a marcar presença também nas mensagens publicitárias do matutino. Essas evidências motivou a tentar perceber em que medida o conceito de “Disneyzação” elaborado por Alan Bryman pode ser verificado no caso brasileiro aqui investigado. Procuramos observar vestígios do processo de “Disneyzação”, através da tematização, do merchandising e demais pilares da estratégia mercadológica dos parques temáticos observados por Bryman.

DOI: 10.5585/podium.v1i1.16


Palavras-chave


Mascotes; Charges Esportivas; Jornal dos Sports, Mário Filho e Lorenzo Molas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/podium.v1i1.16

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review



PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review

e-ISSN: 2316-932X
PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review

PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review ©2020 Todos os direitos reservados.