A Emergência da Ética da Sustentabilidade e a Responsabilidade dos Meios de Comunicação na Sociedade de Consumo

Rogério Bianchi de Araujo

Resumo


Neste artigo, discutir-se-á o desenvolvimento sustentável e a importância de se pensar a causa ambiental de forma mais crítica, com o intuito de criar modelos de desenvolvimento que considerem a sustentabilidade e a preservação ambiental para as futuras gerações. É imprescindível a participação de toda a sociedade nesse debate. A formulação de novos hábitos que não comprometam a subsistência e a consciência da real possibilidade da autodestruição deve ser estudada e problematizada, constituindo-se em propósitos desafiadores, que destacam a relevância e o dever moral dos meios de comunicação para instaurar uma nova ética e uma nova maneira de compreender a realidade e divulgar o impacto dessa diferente percepção na vida humana. Daí a exigência de uma postura comprometida não mais com um desenvolvimento a qualquer custo, mas com um paradigma alternativo que entenda a biosfera como a base da vida social, levando-se em conta que, nesses ecossistemas, a espécie humana é apenas uma das muitas que vivem em relação de interdependência.

Palavras-chave


Comunicação. Conscientização. Desenvolvimento. Meio ambiente. Sustentabilidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v6i2.1190

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Marketing – Remark



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

REMark – Rev. Bras. Mark.
ISSN da versão online: 2177-5184
www.revistabrasileiramarketing.org