Consumidor Consciente da Renda Baixa: Uma Proposta de Segmentação

Maria de Lourdes Bacha, Vivian Iara Strehlau, Angela Schaun

Resumo


Este artigo tem como objetivo propor uma segmentação dos consumidores de renda baixa relativamente ao consumo consciente em São Paulo, Capital. Tem por justificativas o tamanho do segmento baixa renda, a importância do tema e a falta de trabalhos acadêmicos que tratem especificamente da renda baixa e consumo consciente. O artigo se inicia com referencial teórico seguido pela apresentação de resultados de pesquisa empírica quantitativa. Como instrumento de coleta de dados foi utilizado questionário estruturado, incluindo dados demográficos e consumo consciente. Os dados foram analisados com o uso de estatística descritiva e multivariada. A análise de agrupamentos indicou a existência de quatro segmentos: responsáveis saudáveis, ambientalmente educados, desinformados e conscientes de fachada, cada qual com características diferenciadas. DOI: 10.5585/remark.v10i3.2275

Palavras-chave


Consumo consciente; Sustentabilidade; Segmentação do consumidor da renda baixa.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v10i3.2275

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Marketing – Remark



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

REMark – Rev. Bras. Mark.
ISSN da versão online: 2177-5184
www.revistabrasileiramarketing.org