Impacto da Congruência entre Autoconceito e Personalidade de Marca na Intensidade da Qualidade de Relacionamento e Lealdade do Consumidor

Andréa de Albuquerque de Lima, Paulo de Paula Baptista

Resumo


O estudo investigou o impacto da congruência com marca (sendo essa expressa pela similaridade entre o autoconceito e a percepção de personalidade de marca sob o ponto de vista do consumidor) na intensidade da qualidade de relacionamento e lealdade do consumidor à marca. Os principais construtos mensurados para posteriormente compor o modelo estrutural foram: autoconceito e personalidade de marca, ambos mensurados pela escala proposta por Muniz (2005) composto por cinco dimensões (credibilidade, diversão, audácia, sofisticação e sensibilidade). Já os construtos integrantes da qualidade de relacionamento (comprometimento afetivo, satisfação e confiança) e pós-venda (lealdade) foram mensurados através das escalas propostas por Baptista (2005). Realizou-se um e-survey com 626 casos. O objeto de estudo foram consumidores de tênis das marcas Adidas e Nike. Os resultados revelam que a congruência com marca impacta diretamente na intensidade do comprometimento afetivo, da confiança e da satisfação do consumidor e possui um efeito indireto sobre lealdade, sendo esse intermediado pelos componentes da qualidade de relacionamento.

DOI:10.5585/remark.v12i1.2508


Palavras-chave


Autoconceito; Personalidade de Marca; Congruência com Marca; Qualidade de Relacionamento; Satisfação; Comprometimento Afetivo; Confiança; Lealdade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v12i1.2508

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Marketing – Remark



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

REMark – Rev. Bras. Mark.
ISSN da versão online: 2177-5184
www.revistabrasileiramarketing.org