Proselitismo e Boca-a-boca no Consumo de Esporte Contemporâneo

George dos Reis Alba, Rafael Laitano Lionello

Resumo


A necessidade de contato social é uma das unidades mais básicas dos torcedores e a comunicação é uma importante ferramenta. Quando os torcedores interagem com pessoas que não torcem para o o seu clube, a comunicação, naturalmente, ocorre de duas formas: positiva (boca-a-boca), que está relacionada à sugestão e recomendação da equipe e; negativa (proselitismo), que refere-se à defesa ostensiva, às vezes, até maligna da equipe. A literatura sobre a distinção entre os dois construtos é inexistente e o presente trabalho visa analisar a relação entre boca-a-boca e proselitismo, especificamente em torcedores de futebol. Os resultados indicam que os construtos divergem significativamente e possuem impactos diferentes nos gastos com o clube e comparecimento a jogos.


Palavras-chave


Proselitismo; Boca-a-boca, Consumo de esporte

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v14i3.2713

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Marketing – Remark



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

REMark – Rev. Bras. Mark.
ISSN da versão online: 2177-5184
www.revistabrasileiramarketing.org