A Distância Temporal e o Ato de Presentear: Quando as Frustrações Dominam o Consumo

Wagner Junior Ladeira, Clecio Falcão Araujo, Fernando Oliveira Santini, Marlon Dalmoro

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar se um cenário de presentear, dentro de uma distância temporal, pode ser influenciado pela frustração de um objetivo não alcançado. A partir de um plano experimental, foi verificando a indulgência com os outros e consigo ao presentear no natal (Estudo 1), a influência das frustrações própria (Estudo 2) e dos outros (Estudo 3). Os resultados mostram que o aumento (diminuição) da frustração com o objetivo traçado para si próprio pode gerar indulgência (controle) no momento de presentear tanto a si próprio quanto outra pessoa. 

Palavras-chave


Auto Presente; Indulgência; Autocontrole; Distância Temporal; Frustração.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v15i1.2817

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Marketing – Remark



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

REMark – Rev. Bras. Mark.
ISSN da versão online: 2177-5184
www.revistabrasileiramarketing.org