Validação de um Modelo Conceitual de Experiência de Compra Online para Consumidores Brasileiros

Larissa Soares de Queiroz, Fábio Vinicius de Macedo Bergamo, Jezreel Santos de Melo

Resumo


O presente estudo objetiva validar o Modelo Conceitual de Experiência de Compra Online (Rose et al., 2012), que mensura a experiência de compra em ambientes digitais, dentro da realidade do comércio eletrônico nacional. Para tanto foi abordado referencial teórico sobre Online Customer Experience (OCE), com breve contextualização do modelo estrutural e dos critérios de validação para o mesmo. A metodologia de pesquisa baseou-se em uma amostra estimada por mínimos quadrados parciais (PLS) de 220 consumidores online. Para a coleta de dados, utilizou-se um questionário com 61 itens referentes às variáveis latentes que compõem o modelo. Os resultados obtidos foram submetidos à Análise Fatorial Confirmatória (AFC) para validação da estrutura, alcançando resultados satisfatórios nos critérios de confiabilidade, (cargas fatoriais superiores a 0,7 para alfa de Cronbach e Confiabilidade Composta), validade convergente (cargas entre 0,53 e 1,00) e validade discriminante (com √VME superior as correlações em todas as variáveis latentes). Deste modo, os resultados indicam que a estrutura foi validada para consumidores brasileiros, agregando relevância à proposta de mensuração da OCE na realidade do Brasil através do modelo utilizado. 

Palavras-chave


Experiência de Compra; Comércio Eletrônico; Validação de Modelo; Confiabilidade; Análise Fatorial Confirmatória

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v15i4.3407

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Marketing – Remark



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

REMark – Rev. Bras. Mark.
ISSN da versão online: 2177-5184
www.revistabrasileiramarketing.org