Consumo de Bebidas Alcoólicas por Jovens: Implicações para o Marketing Social

Adriana de Fatima Valente Bastos, Francisco José da Costa, Madiã Marcela Vasconcelos

Resumo


Este estudo analisa os fatores de influência sobre a predisposição ao consumo de álcool nos jovens, com a finalidade de subsidiar as ações de marketing social orientadas à redução/ moderação desse consumo. A partir de uma revisão teórica, um modelo de hipóteses foi desenvolvido, para avaliar as influências e interações dos construtos na predisposição de consumo de bebidas alcoólicas. Na sequência, foram aplicados procedimentos quantitativos para análises dos dados, sendo aplicados 322 questionários com jovens. Para análise, foram usadas técnicas de análise descritiva, avaliação de consistência psicométrica e modelagem de equações estruturais. Os resultados apontaram para a sociabilidade, influência de familiares e amigos e satisfação pessoal como condicionantes para a predisposição ao consumo. Por fim, o estudo propõe implicações teóricas e práticas para o marketing social.  


Palavras-chave


Marketing Social; Consumo de Álcool; Modelagem de Equações Estruturais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v16i4.3442

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Marketing – Remark



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

REMark – Rev. Bras. Mark.
ISSN da versão online: 2177-5184
www.revistabrasileiramarketing.org