Sou o que eu Consumo? Smartphones e o Self Estendido a Luz de Paradoxos Tecnológicos

Valquíria Marchezan Colatto Martins, Marta Olivia Rovedder de Oliveira, Kathiane Benedetti Corso

Resumo


Objetivos: Averiguar o envolvimento dos usuários com relação à posse de smartphone e verificar se o mesmo representa uma extensão do self do seu usuário. Buscou-se, também, identificar percepções paradoxais quanto a esta tecnologia móvel.

Método: A pesquisa se deu com base em uma metodologia qualitativa, com a realização de entrevistas em profundidade com doze usuários, utilizando a técnica de análise de conteúdo.

Resultados: Foi verificado que certos usuários de smartphone possuem forte apego emocional ao seu aparelho, considerando-o uma extensão da sua própria identidade. Também foram evidenciados quatro paradoxos tecnológicos no comportamento de uso: Dependência x Independência, observado pelo desconforto na ausência do aparelho e ao mesmo tempo a mobilidade que o smartphone proporciona trazendo maior independência; Autonomia x Vício; Satisfação x Criação de Necessidades; Novo x Obsoleto.

Contribuições teóricas: A presente pesquisa abre linhas de investigação que abarcam aspectos vinculados às áreas de comportamento do consumidor e sistemas de informação quanto ao uso de smartphones.

 

Originalidade / Relevância: Devido ao fato de os smartphones serem considerados uma tecnologia recente, a relação sobre self estendido no uso de smartphone ainda foi pouco abordada, tanto na literatura nacional como internacional. Esta pesquisa apoia-se em uma visão integrada de comportamento do consumidor, psicologia e sistemas de informação. As proposições desta pesquisa assumem que o smartphone pode ser considerado uma extensão da identidade do usuário, em decorrência do grau de envolvimento entre ambos e, como consequência desse envolvimento, podem emergir paradoxos tecnológicos, isto é, as percepções opostas sobre o uso do smartphone.


Palavras-chave


Self Estendido. Paradoxos Tecnológicos. Smartphone.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v17i3.3528

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Marketing – Remark



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

REMark – Rev. Bras. Mark.
ISSN da versão online: 2177-5184
www.revistabrasileiramarketing.org