Estratégias Mercadológicas e Associativismo na Indústria de Plásticos

Márcia Cristina Alves, Ronie Galeano, Dirceu da Silva, Wenceslau Ishida

Resumo


As micros, pequenas e médias empresas representam a grande maioria das organizações no mundo empresarial. Estima-se que cerca de 90% delas compõem esse universo e disputam o mercado com grandes empresas nacionais e multinacionais. Dessa forma, verifica-se que elas desempenham um papel fundamental no desenvolvimento econômico e no social.. A pesquisa junto às micros, pequenas e médias empresas do setor de moldadores justifica-se pelo fato de poderem competir com igualdade no mercado, criando uma maior competitividade para o setor, ou seja, criar vantagem competitiva para o segmento e fortalecer-se no mercado. Outro aspecto importante que justifica a pesquisa é que essas empresas podem servir melhor aos mercados limitados ou tipicamente fragmentados se comparadas com grandes organizações. O objetivo desta pesquisa é identificar as estratégias mercadológicas utilizadas por cinco empresas filiadas à AMPLAST, além de identificar quais são as influências do associativismo sobre essas estratégias. Optou-se pelo método de multicasos. Assim, cinco empresas do ramo de moldagem de plásticos localizadas na Zona Leste de São Paulo compõem o estudo. Os resultados demonstraram que o direcionamento estratégico dessas empresas é focado na capacitação tecnológica e gerencial de seus associados.


DOI: 10.5585/remark.v8i2.2134

Palavras-chave


Micros, pequenas e médias empresas; marketing; estratégia; redes; associativismo e posicionamento.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v8i2.2134

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Marketing – Remark



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

REMark – Rev. Bras. Mark.
ISSN da versão online: 2177-5184
www.revistabrasileiramarketing.org