Compra de Lingerie por Mulheres: Uma Proposta de Segmentação Baseada em Arquétipos

Maria de Lourdes Bacha, Vivian Iara Strehlau, Laís Duarte Vieira

Resumo


O principal objetivo foi o de analisar as atitudes na compra e consumo de lingerie considerando atitudes, consumo simbólico e arquétipos para desenvolvimento de proposta de segmentação. O trabalho principia com uma breve revisão teórica e a seguir são apresentados resultados de pesquisa empírica quantitativa do tipo survey, cuja amostra não probabilística por conveniência foi composta por 150 mulheres entre 18 e 51 anos. O instrumento de pesquisa foi um questionário estruturado, aplicado em São Paulo, através de entrevista pessoal. Os dados foram analisados empregando-se estatística uni e multivariada com análise fatorial e de agrupamentos (cluster). Dentre os principais achados podem-se considerar a influência de variáveis demográficas como faixa etária, renda e estado civil na freqüência de compra e tipo de lingerie, como também dos atributos conforme sejam para uso diário (conforto e preço) ou ocasião especial (cor e modelo). As mulheres apresentam atitudes bastante favoráveis quando às lingeries. A análise fatorial indicou a existência de três fatores subjacentes que foram denominados de acordo com os arquétipos, a saber: Afrodite, Ártemis e Deméter e os três agrupamentos identificados acompanham esses arquétipos como a “feminista do século XXI” (53% da amostra); a “mãezona” (11% da amostra) e, por fim, a “sedutora” (36% da amostra). DOI: 10.5585/remark.v9i3.2182

Palavras-chave


Arquétipos; Consumo Simbólico; Lingerie.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v9i3.2182

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Marketing – Remark



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

REMark – Rev. Bras. Mark.
ISSN da versão online: 2177-5184
www.revistabrasileiramarketing.org