Eu não vejo, mas Sou Vista – um estudo sobre o consumo de roupas por pessoas com deficiência visual

Maely Barreto Borges, Alexander Brasil, Zaíla Maria de Oliveira, José Edson da Silva

Resumo


Objetivo: Este estudo objetivou identificar os elementos que influenciam o consumo de roupas por Pessoas com Deficiências (PCD) visuais enquanto consumidores desse produto em específico.

Metodologia: A pesquisa de campo foi realizada por meio de entrevistas aplicadas a indivíduos deficientes visuais, presentes em quatro instituições distintas. Trata-se de um estudo exploratório, realizado por meio da análise de conteúdo. Os dados foram coletados através de entrevistas presenciais semiestruturadas, realizadas com 12 PCD visual.

Principais resultados: A análise dos resultados revelou a utilização acentuada de outros sentidos no processo de compra de roupas, em especial o tato, constatando-se também que o ambiente de loja, o acompanhante e o atendimento, são elementos que influenciam no consumo de roupas por PCD visual. Além disso, foi possível verificar que a deficiência visual não representa uma barreira ao imaginário de cores da PCD.

Contribuições teóricas: Esta pesquisa avança no sentido de acrescer fatores negligenciados por outros estudos, tais como a autonomia da vontade e a vaidade da PCD visual, que foram percebidas como influenciadores do seu comportamento no momento da compra.

Relevância: A visão é um sentido muito estimulado no processo de consumo. Apesar dos discursos de inclusão à PCD visual, poucas ações são tomadas pelas organizações para este tipo de cliente. Assim, este estudo endereça pontos relevantes levantados pela PCD visual, que muitas vezes são negligenciados pelo mercado.

Implicações para gestão: O público deste estudo tem a possibilidade de contribuir no direcionamento do varejo tradicional com as suas percepções trazidas neste trabalho.


Palavras-chave


Deficiente visual (PCD visual); Elementos de influência; Consumo de roupas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v19i1.17140

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Brasileira de Marketing

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de Marketing – ReMark

e-ISSN: 2177-5184
https://periodicos.uninove.br/index.php?journal=remark&page=index

Rev. Bras. Mark. - ReMark ©2020 Todos os direitos reservados.