Aplicação da TOC em uma estrutura hospitalar de grande porte: O uso da metodologia em um processo sistêmico nos serviços de internação

Fabiano Jardim Araujo

Resumo


Ao longo dos anos o cenário da área da saúde vem expressando as suas reais necessidades de contar com instituições bem organizadas e auto sustentáveis, que possam atender a demanda crescente das principais epidemiologias presentes na população. Os hospitais continuam a gerenciar as suas atividades assistenciais e administrativas de forma independentes, criando uma relação indireta entre produção e receita, refletindo em instituições superlotadas e não sustentáveis economicamente.
O atual efeito deste modelo inviabiliza atender uma necessidade cada vez maior da sociedade de cuidados a saúde, como inviabiliza a sustentabilidade das instituições. Para esse fim, iremos examinar a aplicação da TOC em uma instituição de grande porte nas suas respectivas unidades de internação, atuante no atendimento das principais epidemiologias com uma taxa de ocupação superior a 90% dos seus leitos hospitalares ao ano.
O objetivo central é identificar os ganhos de estrutura para atender uma maior demanda, como os reflexos econômicos adquiridos através da aplicação desta metodologia. A abordagem metodológica será ilustrada por um caso de aplicação para explicitação do seu uso e seus possíveis benefícios.

DOI: 10.5585/rgss.v2i1.31


Palavras-chave


Teoria das Restrições; Gestão de Leitos; Resultado Assistencial e Econômico.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/rgss.v2i1.31

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista de Gestão em Sistemas de Saúde – RGSS

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

 

Revista de Gestão em Sistemas de Saúde (RGSS)
e-ISSN: 2316-3712
www.revistargss.org.br

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.