Ações Coletivas na Área da Saúde: Um Estudo de Caso no Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná sobre Provisão de Bens e Serviços Coletivos

Gracieli Aparecida Wolfart, Geisiane Michelle da Silva, Carla Maria Schmidt

Resumo


As ações coletivas correspondem a relações sociais e econômicas entre indivíduos pertencentes a um mesmo grupo e que possuem interesses comuns. Neste contexto, este artigo objetivou analisar como o Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná (CISCOPAR) tem enfrentado os problemas derivados da ação coletiva na área da saúde. Para tanto, realizou-se uma pesquisa qualitativa, a partir de dados secundários. Os resultados demonstraram que por meio da ação coletiva, o CISCOPAR tem proporcionado melhores condições de saúde à população abrangente. Identificou-se a preocupação em inibir a presença dos municípios inadimplentes, os chamados caronas, para assim aferir um maior número de bens coletivos e incentivos seletivos para os municípios consorciados.

Palavras-chave


Ações Coletivas, Consórcio, Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/rgss.v3i2.107

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista de Gestão em Sistemas de Saúde – RGSS

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Rev. Gest. Sist. Saúde
e-ISSN: 2316-3712
www.revistargss.org.br