Avaliação da Adesão ao Tratamento por Idosos Cadastrados no Programa do Hiperdia

Joerbeth Sousa Ramos, Francidalma Soares Sousa Carvalho Filha, Rosângela Nunes Almeida da Silva

Resumo


Introdução: A Hipertensão Arterial Sistêmica é considerada um dos principais problemas de Saúde Pública e seu tratamento constitui-se, além do uso de medicamentos, a adoção de hábitos saudáveis, como o consumo restrito de bebidas alcoólicas, a prática de exercícios físicos, a abstinência do tabagismo e um plano alimentar adequado. Objetivo: Avaliar a adesão de idosos cadastrados no Programa HiperDia ao tratamento da Hipertensão Arterial Sistêmica, através da aplicação do formulário com o teste de Morisky e Green, que avalia a adesão ao tratamento medicamento e não medicamentoso por idosos. Método: Pesquisa avaliativa, com abordagem quantitativa, realizada  nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município de Caxias – MA, com identificação de 356 idosos cadastrados no Hiperdia. Resultado: Verificou-se que 67,3%( 239) dos pacientes não são aderentes ao tratamento. Conclusão: Dessa forma, ressalta-se a importância da implementação de modelos de atenção à saúde, a fim de melhorar a qualidade da atenção e adesão ao tratamento.

Palavras-chave: Adesão ao tratamento; Idosos; Hipertensão Arterial Sistêmica; Teste de Morisky e Green.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/rgss.v4i1.127

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista de Gestão em Sistemas de Saúde – RGSS

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

 

Revista de Gestão em Sistemas de Saúde (RGSS)
e-ISSN: 2316-3712
www.revistargss.org.br

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.