Um estudo de mudanças estratégicas em empresas do setor de construção civil: uma aplicação do modelo de Tushman e Romanelli

Carlos Ricardo Rossetto, Adriana Marques Rossetto, Carlos Eduardo Carvalho

Resumo


As organizações estão inseridas em ambientes caracterizados pela hiper-competição e turbulência. Estes ambientes fazem com que os processos de adaptação sejam mais complexos e que os gerentes precisem conduzir seus negócios consoantes a importância das mudanças ambientais. O Objetivo desta pesquisa foi descrever as mudanças estratégicas de acordo com o modelo de Tushman e Romanelli (1985), onde pôde se observar que o processo foi incremental intercambiado por mudanças revolucionárias. Realizou-se um estudo multicaso considerando a história das empresas, a partir do qual se definiram os eventos críticos e, a partir deles, caracterizou seus períodos estratégicos através das metodologias de Miles e Huberman (1984) e Mintzberg e McHugh (1985). A pesquisa contribui de forma significante para os estudos que buscam explicar como as empresas formulam suas estratégias.

Palavras-chave


Mudanças Evolucionárias; Mudanças Revolucionárias; Adaptação Estratégica; Setor da Construção.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/ijsm.v8i2.1644

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2009 Revista Ibero-Americana de Estratégia – RIAE

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM)
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE)
e-ISSN: 2176-0756
https://periodicos.uninove.br/index.php?journal=riae

Copyright © 2020 Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM) All rights reserved.
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE) ©2020 Todos os direitos reservados.