Associação entre atividade física e uso de medicamentos em hipertensos do Sistema Único de Saúde

Guilherme Tadeu de Barcelos, Marina Christofoletti, Isabel Heberle, Aline Mendes Gerage, Jucemar Benedet

Resumo


Introdução: O desenvolvimento da hipertensão arterial sistêmica (HAS) está associado ao estilo de vida não saudável. O tratamento da HAS consiste em mudanças nos hábitos de vida e no uso de fármacos. Os medicamentos utilizados em doses elevadas acarretam prejuízos à saúde, e a prática regular de atividades físicas (AF) mostra um efeito benéfico no controle da pressão arterial. Objetivo: Associar indicadores de AF com o uso de medicamentos anti-hipertensivos em usuários do Sistema Único de Saúde. Métodos: Participaram do estudo adultos com idade ≥40 anos, residentes em Florianópolis, usuários das Unidades Básicas de Saúde e diagnosticados com hipertensão. Os voluntários foram questionados sobre a quantidade de medicamentos utilizados e o nível das AF praticadas. Resultados: Entrevistaram-se 112 voluntários (64±0,85 anos). Identificou-se associação significativa entre uso de fármacos e a prática de AF apenas nos idosos. Conclusão: A prática regular de AF com um maior volume semanal parece estar relacionada com o menor uso de medicamentos anti-hipertensivos em idosos.


Palavras-chave


Hipertensão; Exercício; Tratamento farmacológico

Texto completo:

PDF

Referências


Sociedade Brasileira de Cardiologia, Sociedade Brasileira de Hipertensão, Sociedade Brasileira de Nefrologia. VII Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial. Rio de Janeiro: SBC – Tecnologia da Informação e Comunicação; 2016.

Bundchen DC, Schenkel I C, Santos RZ, Carvalho T. Exercício físico controla pressão arterial e melhora qualidade de vida. Rev Bras Med Esporte. 2013;19(2):91-5.

Malachias MVB, Gomes MAM, Nobre F, Alessi A, Feitosa AD, Coelho EB. 7th Brazilian guideline of arterial hypertension: chapter 2-Diagnosis and classification. Arq Bras Cardiol. 2016;107(3):7-13.

Malta DC, Bernal RTI, Andrade SSCA, Silva MMA, Melendez GV. Prevalence of and factors associated with self-reported high blood pressure in Brazilian adults. Rev Saúde Pública. 2017;51(1):1-10.

European Society of Cardiology, European Society of Hypertension. 2018 ESH/ESC guidelines for the management of arterial hypertension: the Task Force for the Management of Arterial Hypertension of the European Society of Hypertension (ESH) and of the European Society of Cardiology (ESC).Oxford: Eur Heart J; 2018.

Carey RM, Whelton PK. Prevention, detection, evaluation, and management of high blood pressure in adults: synopsis of the 2017 American College of Cardiology/American Heart Association hypertension guideline. Annals of Internal Medicine. 2018;168(5):351-8.

Souza, ACCD, Borges, JWP, Moreira, TMM. Quality of life and treatment adherence in hypertensive patients: systematic review with meta-analysis. Rev Saúde Pública. 2016;50(71):1-14.

Vamvakis A, Gkaliagkousi E, Triantafyllou A, Gavriilaki E, Douma S. Beneficial effects of nonpharmacological interventions in the management of essential hypertension. JRSM Cardiovasc Dis. 2017;6(1):16.

Bueno DR, Marucci MDFN, Gobbo LA, Almeida-Roediger M, de Oliveira Duarte YA, Lebrão, ML. Expenditures of medicine use in hypertensive/diabetic elderly and physical activity and engagement in walking: cross secctional analysis of SABE Survey. BMC Geriatr. 2017;17(70):2-8.

Cornelissen VA, Smart NA. Exercise training for blood pressure: a systematic review and meta-analysis. J Am Heart Assoc. 2013;2(1):e004473.

Börjesson M, Onerup A, Lundqvist S, Dahlöf B. Physical activity and exercise lower blood pressure in individuals with hypertension: narrative review of 27 RCTs. Br J Sports Med. 2016;50(6):356-61.

Santos RZ, Bundchen DC, Amboni R, Santos MB, Ghisi GLM, Herdy AH et al. Treinamento aeróbio intenso promove redução da pressão arterial em hipertensos. Rev Bras Med Esporte. 2015;21(4):292-6.

Guimarães FC, Amorim PS, Reis FF, Teixeira RB, Moura TA, Assis CL et al. Efeito do exercício resistido, executado em diferentes horas do dia na pressão arterial de idosos hipertensos. R Bras Ci e Mov. 2018;26(1):94-104.

Nascimento LS, Santos AC, Lucena JMS, Silva LGO, Almeida AEM, Brasileiro-Santos MS. Acute and chronic effects of aerobic exercise on blood pressure in resistant hypertension: study protocol for a randomized controlled trial. Trials. 2017;18(250):2-8.

Huang G, Shi X, Davis-Brezette JA, Osness WH. Resting heart rate changes after endurance training in older adults: a meta-analysis. Med Sci Sports Exerc. 2005 Aug;37(8):1381-6.

Bottcher LB, Kokubun E. Comparação dos níveis de aptidão física entre hipertensos e normotensos. Rev Bras Med Esporte. 2017;23(2):114-7.

Ministério da Saúde. Vigitel Brasil 2014: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2014.

Matsudo S, Araújo T, Matsudo V, Andrade D, Andrade E, Oliveira LC, et al. Questionário internacional de atividade física (Ipaq): estudo de validade e reprodutibilidade no Brasil. Rev Bras Ativ Fis Saúde. 2012;6(2):5-18.

Ben AJ, Neumann CR, Mengue SS. Teste de Morisky-Green e Brief Medication Questionnaire para avaliar adesão a medicamentos. Rev Saúde Pública. 2012;46(2):279-89.

Hagberg JM, Park JJ, Brown MD. The role of exercise training in the treatment of hypertension: an update. Sports Med Auckl NZ. 2000;30(3):193-206.

Sharman JE, Gerche A, Coombes J. Exercise and cardiovascular risk in patients with hypertension. Am J Hypertens. 2015;28(2):147-58.

Diaz KM, Shimbo D. Physical activity and the prevention of hypertension. Curr Hypertens Rep. 2013;15(6):659-68.

Brito Ade F, de Oliveira CV, Brasileiro-Santos Mdo S, Santos Ada C. Resistance exercise with different volumes: blood pressure response and forearm blood flow in the hypertensive elderly. Clin Interv Aging. 2014;9(1):2151-8.

Massa KHC, Antunes JLF, Lebrão ML, Duarte YAO, Chiavegatto Filho ADP. Fatores associados ao uso de anti-hipertensivos em idosos. Rev Saúde Pública. 2016;50-75.

Silva LJ da, Azevedo MR, Matsudo S, Lopes GS. Association between levels of physical activity and use of medication among older women. Cad Saúde Pública. 2012;28(3):463-71.

Lago C, Morais GL, Guarda FRB, Simões P, Farias JM. Relação do nível de atividade física habitual e consumo de medicamentos em usuários do Sistema Único de Saúde. Rev Bras Ativ Fis Saúde. 2016;21(4):373-80.

Johnson HM, Thorpe CT, Bartels CM, et al. Antihypertensive medication initiation among young adults with regular primary care use. J Gen Intern Med. 2014;29(5):723-31.

Ministério da Saúde. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: hipertensão arterial sistêmica. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2013.




DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v18n2.11175

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN da versão impressa: 1677-1028
ISSN da versão online: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.