Academias ao ar livre: expectativa ou realidade na promoção de saúde?

Pollyana Natalia Micali, Raiana Lídice Mór Fukushima, Elisangela Gisele do Carmo, José Luiz Riani Costa, Jamile Sanches Codogno

Resumo


Introdução: O Programa Academia da Saúde, objetiva promover qualidade de vida e reduzir a vulnerabilidade e riscos à saúde.

Objetivo: O presente estudo buscou identificar os fatores associados ao uso das academias ao ar livre (AAL), estratificados por sexo e idade, bem como, traçar o perfil desses usuários em relação aos fatores sociodemográficos e as condições de saúde.

Métodos: Trata-se de um estudo transversal, realizado em 2015 com o seguinte procedimento de amostragem: seleção de setores censitários; seleção de domicílios; seleção de residentes.

Resultados: A amostra foi composta por 671 participantes, acima de 26 anos, apontando que 67,99% das mulheres e 60,99% dos homens conhecem as AAL. Sobre fazer ou já ter feito uso desse espaço, 16,39% da amostra total relataram fazer ou já ter feito uso. Entre as mulheres, 15,18% fazem ou já fizeram uso desse espaço, comparadas a 18,51% dos homens.

Conclusão: Dessa forma, foram discutidas alternativas que viabilizem maior aderência e utilização desses espaços públicos.


Palavras-chave


Academias de Ginástica; Saúde Pública; Promoção da saúde.

Texto completo:

PDF

Referências


Carta de Ottawa. Ottawa, Canadá: 1986 [acesso em 28 jan 2019]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/carta_ottawa.pdf.

Malta DC, Silva JB. Policies to promote physical activity in Brazil. Lancet; 2012;380(9838):195-6.

Hino AAF, Reis RS, Ribeiro IC, Parra DC, Brownson RC, Fermino RC. Using observational methods to evaluate public open spaces and physical activity in Brazil. J Phys Act Health;2010;7(2):146-54.

Bowler DE, Buyung-Ali LM, Knight TM, Pullin, AS. A systematic review of evidence for the added benefits to health of exposure to natural environments. BMC;2010;10:456-65.

Prefeitura Municipal da Cidade de Curitiba. Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude (SMELJ). Curitiba: 2017 [acesso em 28 jan 2019]. Disponível em: http://www.curitiba.pr.gov.br/conteudo/academia-ao-ar-livre-smelj/144.

Academias ao ar livre sendo reformadas. Imprensa de Rio Claro: 20 de janeiro de 2018 [acesso em 28 jan 2019]. Disponível em: http://imprensa.rioclaro.sp.gov.br/?p=43760.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Resultados do Censo 2010: distribuição da população por sexo, segundo os grupos de idade. Rio Claro-SP: 2010. [acesso em 28 jan 2019]. Disponível em: https://brasilemsintese.ibge.gov.br/populacao/populacao-por-sexo-e-grupo-de-idade-2010.html

McKenzie TL, Deborah A. (2006). System for Observing Play and Recreation in Communities. [publicação online]; 2006 [acesso em 20 dez 2018] Disponível em: https://activelivingresearch.org/soparc-system-observing-play-and-recreation-communities.

Dumith SC. Physical activity in Brazil: a systematic review. Cad Saude Publica;2009;(3):615-26.

The SAS System for Windows (Statistical Analysis System), versão 9.2. SAS Institute Inc, 2002-2008, Cary, NC, USA.

Fermino RC, Reis RS, Individual, environmental and social variables associated with the use of public open spaces for physical activity practices: a systematic review. Rev Bras Ativ Fis e Saúde; 2013;18(5):523-35.

Copetti J, Neutzling MB, Silva MC. Barreiras à prática de atividades físicas em adolescentes de uma cidade do sul do Brasil. Rev Bras Ativ Fis e Saúde; 2012;15(2):88-94.

Santos SC, Knijnik JD. Motivos de adesão à prática de atividade física na vida adulta intermediária. Rev. Mackenzie Educ. Fís; 2006;5(1):23-34.

Reis RS., Cassou AC. Fatores individuais e ambientais associados ao uso de parques e praças por adultos de Curitiba-PR, Brasil. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum; 2012;14(4):377-89

Kunzler MR, Rocha ES, Bombach GD, Neves D, Santos GS, Carpes FP. Saúde no parque: características de praticantes de caminhada em espaços públicos de lazer. Saúde debat; 2014;38(102):646-53.

Ibiapina ARL, Moura MN, Santiago MLE, Moura NB. Characterization of users and usage pattern of outdoor fitness equipment. ‎Rev Bras Promoç Saúde. 2017;30(4):1-10.

Pieri BF. Motivação para a prática de exercícios físicos em academias ao ar livre em praças públicas. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Estadual de Campinas; 2015.

Salin MS, Virtuoso JF, Nepomuceno ASN, Weiers GG, Mazo GZ. Golden Age Gym: reasons for entry, permanence and satisfaction among participating older adults. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum. 2014;16(2):152-60.

Hallal PC, Tenório MCM, Tassitano RM, Reis RS, Carvalho YM, Cruz DKA. Avaliação do programa de promoção da atividade física Academia da Cidade de Recife, Pernambuco, Brasil: percepções de usuários e não-usuários. Cad Saude Publica; 2010;26(1):70-8.

Souza CA, Fermino RC, Añes CRR, Reis RS. Perfil dos frequentadores e padrão de uso das academias ao ar livre em bairros de baixa e alta renda de Curitiba-PR. Rev Bras Ativ Fis Saúde; 2014;19(1):86-97.

Lepsen AM, Da Silva MC. Profile of individuals attending fitness zones in Pelotas city- RS. Rev Bras Ativ Fis Saúde; 2015; 20(4):413-24.

Saunders TJ, Chaput JP, Tremblay MS. Sedentary behaviour as an emerging risk factor for cardiometabolic diseases in children and youth. Can J Diabetes; 2014;38(1):53–61.

Ramos DE, Bueno MRO, Vignadelli LZ, Werneck AO, Ronque ERV, Coelho-E-Silva MJ. Pattern of sedentary behavior in brazilian adolescents. Rev Bras Ati Fis Saúde; 2018;23:1-9.

Young DR, Hivert MF, Alhassan S, Camhi SM, Ferguson JF, Katzmarzyk PT. Sedentary behavior and cardiovascular morbidity and mortality: a science advisory from the american heart association. Circulation; 2016;34(13):262-79.




DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v18n3.13380

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.