Hsp60 e imunidades: como diante de um espelho partido

Eliana Blini Marengo, Osvaldo Augusto Sant'Anna

Resumo


A família das Hsp60 inclui proteínas que se encontram conservadas ao longo da evolução, e participam de processos celulares fundamentais. Os níveis aumentados de expressão dessas moléculas sob estresse celular, somada à possibilidade de a condição inflamatória alterar o reconhecimento e a apresentação de antígenos, direcionando e amplificando a resposta imune para a Hsp60, sustentam a participação de tais moléculas em processos crônico-degenerativos. A alta similaridade interespecífica sugere a possível relação das Hsp60 em autoimunidades a partir de mimetismo molecular. O grau de homologia entre as Hsp60 de mamíferos e de bactérias, bem como os relatos da literatura sobre o envolvimento dessas moléculas em processos crônico-degenerativos, são aqui apresentados. Assim, as Hsp têm importância central como moléculas sinalizadoras diante das adversidades e mantenedoras da homeostase e desempenham papel bivalente, tanto na regulação quanto na iniciação e propagação de processos crônico-inflamatórios que incluem as autoimunidades.

Palavras-chave


Autoimunidade; Hsp60; Processos crônico-degenerativos; Proteínas do choque térmico; Toxinas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v8i3.1691

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.