Qualidade de vida dos idosos que praticam atividades culturais e desportivas

Sara Fernanda Albuquerque Rodrigues, Érica Carla Leme Arruda, Michele Maria A Constantino, Carlos Alberto Silva

Resumo


Objetivos: Neste estudo, investigou-se a importância das práticas culturais e desportivas em relação à qualidade de vida do idoso. Método: Foram selecionados 50 idosos atendidos em programas de práticas culturais e desportivas no SESC Santana, na cidade de São Paulo. A qualidade de vida da população foi avaliada a partir do questionário SF-36, instrumento de avaliação genérico relacionado à saúde, validado para a população brasileira. Resultados: A análise dos resultados indicou que 90% dos idosos reportam ter capacidade funcional entre muito boa e excelente. Apenas 10% têm limitações físicas; 72% apresentam episódios dolorosos; 90% têm estado geral de saúde entre muito bom e excelente; 72%, vitalidade preservada; 20%, limitações nos aspectos emocionais, e 90% evidenciam ter saúde mental entre muito boa e excelente. Conclusão: Concluiu-se que a participação em práticas culturais e desportivas aumenta a qualidade de vida do idoso, pois promove o bem-estar físico e mental dessa população, além de garantir equilíbrio social e emocional.

Palavras-chave


Nível de saúde; Qualidade de vida; Saúde do idoso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v8i4.2036

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.