Atividade física e qualidade de vida em pacientes com doença renal crônica submetidos à hemodiálise

Luiz Antonio Rodrigues Medina, Franciele Marques Vanderlei, Luiz Carlos Marques Vanderlei, Daniele Braz Torres, Susimary Aparecida Trevisan Padulla, Carlos Eduardo Assumpção Freitas, Carlos Roberto Padovani, Luis Roberto Almeida Gabriel Filho, Gustavo Navarro Betônico, Francis da Silva Lopes

Resumo


Objetivos: Analisar e correlacionar o nível de atividade física (NAF) e a qualidade de vida (QV) de pacientes com doença renal crônica (DRC) submetidos à hemodiálise, e verificar, nos praticantes de atividades físicas (AF), se eles seguem normas e recomendações adequadas para sua prática. Método: A QV (questionário KDQOL-SFTM), o NAF (questionário IPAQ) e avaliação de normas e recomendações para prática de AF foram analisados em 101 pacientes. Resultados: Foi observado comprometimento nas diferentes dimensões da QV, com os maiores valores para função sexual e suporte social (88,6), e os menores, para papel profissional (25,2) e função física (47,7). A maioria dos pacientes apresentou baixos NAF, e a maior parte dos praticantes de AF executa exercícios incorretamente. Diferenças entre NAF e alguns domínios da QV foram observadas. Conclusões: Os pacientes com DRC submetidos à hemodiálise apresentaram baixos NAFs e comprometimento na QV, e a maioria dos que realizavam AF não seguiam normas e recomendações adequadas para sua prática.

Palavras-chave


Hemodiálise; Atividade física; Qualidade de vida; Insuficiência renal crônica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v9i2.2308

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.