Estudo comparativo entre o método pilates® e exercícios terapêuticos sobre a força muscular e flexibilidade de tronco em atletas de futebol

Lara Pertile, Thaisa Chissini Vaccaro, Thiago De Marchi, Rafael Paolo Rossi, Douglas Grosselli, José Luis Mancalossi

Resumo


Introdução: O treinamento intenso e repetitivo de um esporte provoca a hipertrofia muscular e a diminuição da flexibilidade. Objetivo: Analisar o comportamento da força muscular e da flexibilidade dos músculos extensores de tronco.Métodos: Foram utilizados dois protocolos (exercícios terapêuticos e método Pilates® no solo) em 26 atletas de futebol. A força muscular foi avaliada com o dinamômetro isométrico de tronco e a flexibilidade com o banco de Wells e o flexímetro. Realizaram-se três avaliações: pré, pós-imediata e pós-tardia. Resultados: O protocolo de exercícios terapêuticos incrementou a flexibilidade nas avaliações pré e pós-imediata e pré e pós-tardia, no banco de Wells (p0,05). Conclusão: Sugere-se que mais estudos sejam realizados, confrontando essas duas modalidades terapêuticas a fim de esclarecer todas as possibilidades de aplicação desses métodos.

Palavras-chave


Amplitude de movimento articular; Exercícios de alongamento muscular; Terapia por Exercício .

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN da versão impressa: 1677-1028
ISSN da versão online: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br