Resiliência e saúde: uma análise da qualidade de vida em idosos

Emília Amélia Pinto Costa da Silva, Priscilla Pinto Costa da Silva, Petrucio Venceslau de Moura, Ana Raquel Mendes dos Santos, Penelopy Dabbicco, Andrea Maria Pires Azevedo, Clara Maria Silvestre Monteiro de Freitas

Resumo


Introdução: É necessário que os idosos estejam preparados para enfrentar possíveis desafios e dificuldades, sendo importante a reserva da capacidade de resiliência, para uma melhor adaptação a essa fase da vida. Objetivo: Analisar as características resilientes por meio do perfil emocional de idosos de um grupo de atendimento multidisciplinar. Métodos: Questionários de Caracterização Sociodemográfica; Avaliação de Qualidade de Vida (SF-36) e Estilo de Vida e Envelhecimento Bem-Sucedido. Categorização das respostas através da análise de conteúdo e organização em diagramas, resultando na emergência de macrocategorias. Resultados: Os idosos apresentaram controle diante das emoções, o que propiciou melhor nível de resiliência e melhor qualidade de vida. Conclusão: Quando aprendem a lidar com limitações e obstáculos decorrentes do envelhecimento, os idosos vivenciam uma velhice saudável.

Palavras-chave


Qualidade de vida; Idoso; Resiliência psicológica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v11n1.2709

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.