Prevalência de distúrbios do sono em crianças de 5 a 10 anos

Frederico Fontes Orengo, Renata Bandeira de Melo Lopes, Waleska Sena Nogueira Wojcieszyn, Tatiane Castanha de Melo, Renata Albino Barros, Djalma Feliciano dos Santos Júnior, Denise Maria Martins Vancea

Resumo


Introdução: O sono é um estado de proteção para o organismo que, durante esse estágio, passa por diversas alterações fisiológicas. É um processo de reorganização da atividade do sistema nervoso. Distúrbios do sono acometem pessoas das mais diversas faixas etárias, podendo atingir desde crianças a adultos. Objetivo: Verificar a prevalência dos distúrbios do sono na população infantil residentes no Distrito Sanitário II do município do Recife. Métodos: Aplicou-se um questionário, baseado no Índice de Qualidade de Sono Pittsburgh, aos pais das crianças ou aos responsáveis por elas. Resultados: A análise das respostas mostrou que 16,9% das crianças se enquadravam como “maus dormidores”, apresentando escore entre 6 e 15, sendo 57% do sexo feminino; e 43%, do masculino. Conclusão: Os resultados apresentaram uma parcela considerável de crianças com algum tipo de distúrbio do sono, indicando uma possível subnotificação da má qualidade do sono da população infantil no atendimento básico de saúde.

Palavras-chave


Criança; Qualidade de vida; Transtornos do sono.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v11n2.3261

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.