Efeitos de exercícios com massa corporal como resistência em jovens não treinados

Fernando Max Lima, Maristella Borges Silva, Adriana D´Aprile Rezende, Luciane Fernanda Rodrigues Martinho Fernandes, Gustavo Ribeiro da Mota, Dernival Bertoncello

Resumo


Introdução: Exercícios resistidos (ER) podem ser realizados utilizando a própria massa corporal como resistência. Objetivo: Analisar possíveis benefícios e ganhos musculares decorrentes da prática de protocolo de ER usando a massa corporal como resistência em jovens não treinados. Métodos: Vinte jovens não treinados foram divididos em grupo controle e experimental. Em ambos os grupos, realizou-se avaliação física antes e após quatro semanas; sendo o grupo experimental submetido ao protocolo de ER específico. Resultados: O grupo experimental apresentou alterações significativas para flexibilidade de ombro (p=0,003) e de quadril (p=0,0009), força e resistência de flexão e extensão de braços (p=0043) e agachamento (p=0,0004). Foram significativas as diferenças intergrupos para flexibilidade de ombro (p=0,0101) e quadril (p=0,0024), na força e resistência de flexão e extensão de braços (p=0,0001) e agachamento (p=0,0012). Conclusão: O protocolo de ER utilizando a massa corporal como resistência por quatro semanas é suficiente para promover melhorias significativas na força, resistência muscular e na flexibilidade.

Palavras-chave


Estilo de vida sedentário; Exercício; Resistência física; Terapia por exercício.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v11n3.3451

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN da versão impressa: 1677-1028
ISSN da versão online: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br