Ultrassom terapêutico na atividade mitocondrial e diferenciação de células musculares C2C12

Beatriz Guimarães Ribeiro, Elis Cabral Victor, Vinicius Oliveira Cardoso, Paola Pelegrineli Artilheiro, Sandra Kalil Bussadori, Kristianne Porta Santos Fernandes, Raquel Agnelli Mesquita-Ferrari

Resumo


Introdução: O ultrassom terapêutico (US) é muito utilizado na prática clínica, mas há poucos estudos sobre seu efeito na regeneração muscular. Objetivo: Avaliar os efeitos do US sobre a atividade mitocondrial e diferenciação de células musculares C2C12, quando aplicado concomitantemente à indução do processo de diferenciação. Métodos: As células musculares foram submetidas ao processo de diferenciação pela adição de meio de cultura DMEM, suplementado com 2% de soro de cavalo, e receberam simultaneamente tratamento com US (pulsado a 20%, 3 MHz, 0,2 e 0,5 W/cm2, 5 minutos). A atividade mitocondrial foi avaliada após 24h, 48h e 96h pelo método MTT, e a diferenciação celular após um e três dias pela atividade de creatina quinase (CK). Resultados: Não houve alteração da atividade mitocondrial e de CK nos grupos que receberam tratamento com US nos diferentes períodos avaliados. Conclusão: O US, nos parâmetros avaliados, não foi capaz de alterar a atividade mitocondrial e a diferenciação de células musculares C2C12.

Palavras-chave


Células musculares; Creatina quinase; Diferenciação celular; Terapia por ultrassom.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v13n3.4850

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.