Atividade física e alimentação associadas aos perfis antropométrico e lipídico em adolescentes

Roseane de Fátima Guimarães, Michael Pereira da Silva, Oldemar Mazzardo, Rafael Vieira Martins, Wagner de Campos

Resumo


Objetivo: Verificar a associação dos níveis de atividade física e dos hábitos alimentares com os perfis antropométrico e lipídico em adolescentes de Curitiba, Paraná. Métodos: Coletou-se colesterol total, LDL-c, HDL-c, triglicerídeos, IMC, e verificou-se nível socioeconômico (NSE), atividade física, comportamento sedentário e frequência alimentar de 572 jovens. Para estatísticas descritivas e regressão logística binária, utilizou-se o SPSS 17.0. Resultados: Os meninos foram mais ativos que as meninas e estas apresentaram mais chances de terem níveis de colesterol e LDL-c alterados, respectivamente 67% e 53%. Observou-se associação entre o NSE alto e elevados níveis de triglicerídeos (p<0,05). Os indivíduos classificados no segundo e terceiro quartis da atividade física moderada a vigorosa apresentaram maiores chances de ter HDL-c alterado, comparado ao primeiro quartil. Conclusão: As meninas apresentaram perfil metabólico menos favorável que os meninos, além disso, existe uma associação entre a AFMV e os níveis de HDL-c.

Palavras-chave


Adolescentes; Atividade física; Comportamento alimentar; Composição corporal; Metabolismo dos lipídeos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v13n3.4989

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.