Idosos caidores e não caidores: programa de exercício multicomponente e prevalência de quedas

Andréa Kruger Gonçalves, Eliane Mattana Griebler, Vanessa Dias Possamai, Rochelle Rocha Costa, Valéria Feijó Martins

Resumo


Introdução: O episódio de queda esta presente em 40% da população idosa. A atividade física regular apresenta-se como uma estratégia de melhoria das capacidades da aptidão física e prevenção de quedas para idosos. Objetivo: analisar a aptidão física de idosos caidores e não caidores antes e após a participação em programa de exercício multicomponente, verificar se ocorre a redução de quedas. Métodos: Estudo de coorte, 156 idosos participantes de um programa de extensão universitária; classificados em dois grupos: caidores (n=25) e não caidores (n=131). Aplicou-se a bateria de avaliação de Rikli e Jones. Utilizou-se o método de Equações de Estimativas Generalizadas, adotando-se como fatores tempo e grupo, com post hoc de Bonferroni. Resultados: A análise indicou diferença estatística significante em algumas das relações dos fatores tempo e grupo. Conclusão: Aptidão física indicou melhores resultados, destacando-se a capacidade força. Houve diminuição da prevalência de quedas no grupo caidores.

Palavras-chave


Envelhecimento; Equilíbrio corporal; Aptidão física.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v16n2.6987

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Conscientiae Saúde
ISSN da versão impressa: 1677-1028
ISSN da versão online: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br