Aquecimento não modifica o volume durante o treinamento com pesos

Fábio Luiz Cheche Pina, Edilaine Fungari Cavalcante, Fernando Hiroyuki Okamura, Vinicius Geraldes Belasque, Thelma Willamowius Pina, Edilson Serpeloni Cyrino

Resumo


Objetivo: Analisar a influência de diferentes formas de aquecimento sobre o volume de treino em homens treinados. Métodos: Quatro sessões experimentais foram realizadas: aquecimento específico (ESP), aquecimento aeróbio (AE), aquecimento alongamento (ALO) e sessão controle (CO) pré sessão de treinamento com pesos. O programa de treino foi estruturado com seis exercícios, executados em três séries de oito a doze repetições. Informações referentes ao volume de treino, duração da sessão e número de repetições foram coletadas. Resultados: Efeito (P < 0,01) para a duração do treino foi observado, apresentando o CO (42,6 ± 2,0 min.) menor duração de treinamento quando comparado as sessões ALO (62,3 ± 3,0 min.), ESP (51,5 ± 4,0 min.) e AE (52,7 ± 1,0 min.). Não foram observados efeitos do aquecimento (P > 0,05) com relação ao volume de treino. Conclusão: Os resultados demonstram que o aquecimento não apresenta melhora no volume de treino.

Palavras-chave


Calefação; Levantamento de Peso; Suporte de Carga; Exercício de Aquecimento.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v16n2.7106

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Conscientiae Saúde
ISSN da versão impressa: 1677-1028
ISSN da versão online: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br