Efeitos da estimulação elétrica neuromuscular sobre a mobilidade diafragmática de pacientes críticos: ensaio clínico randomizado

Amanda Sachetti, Ana Maria Dal’Acqua, Fernando de Aguiar Lemos, Wagner da Silva Naue, Laura Jurema dos Santos, Tanara Bianchi, Alexandre Simões Dias

Resumo


Introdução: Fraqueza muscular é um dos principais problemas nos pacientes em ventilação mecânica invasiva e, para atenuar esta co-morbidade a Eletroestimulação Neuromuscular (EENM) vêm sendo estudada. Objetivos: verificar os efeitos da EENM na mobilidade diafragmática e associação entre esta e músculos acessórios da respiração em pacientes críticos. Métodos: Ensaio clínico randomizado (ECR), 24 pacientes ventilados mecanicamente, randomizados em: intervenção (G1) e placebo (G2). EENM aplicada 1 vez/dia, 30 minutos, nos músculos peitorais e reto abdominais utilizando ultrassonografia para análise de espessura. Resultados: diferença significativa (G1) na mobilidade diafragmática expiratória (p=0,015), correlação direta entre reto abdominal e peitoral (rs=0,607 e p=0,048), reto abdominal e incursão diafragmática (rs = 0,609 e p=0,047), bem como a mobilidade diafragmática (entre incursão e excursão) (rs=0,920 e p<0,001) e da excursão diafragmática e espessura diafragmática (rs=0,607 e p=0,048). Conclusão: Nesta amostra houve melhora na mobilidade diafragmática e correlação entre musculaturas estudadas, sugerindo preservação da mobilidade diafragmática no grupo eletroestimulado. Clinical Trials: NCT02298114.

Palavras-chave


Estimulação Elétrica; Unidades de Terapia Intensiva; Ultrassonografia, Respiração Artificial; Fisioterapia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v16n2.7133

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Conscientiae Saúde
ISSN da versão impressa: 1677-1028
ISSN da versão online: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br