Efeitos do enriquecimento ambiental sobre padrões de comportamento e ansiedade no Status Epilepticus

Janaína Cardoso Costa, Bianca Nunes Pimentel

Resumo


Introdução: O Enriquecimento ambiental (EA) tem sido estudado em reabilitação para diversas patologias. O objetivo deste trabalho foi investigar os efeitos do EA em ratos wistar jovens submetidos ao status epilepticus, sobre os padrões de comportamento e ansiedade. Métodos: Estudo longitudinal com 40 ratos, submetidos às crises no 15º dia e enriquecimento ambiental e, posteriormente, aos testes labirinto em cruz elevado e campo aberto. Utilizou-se o teste ANOVA twoway, considerando como significante valor de p<0,05. Resultados: No teste do labirinto houve relação entre levantar em duas patas (p<0,01), comportamento de risco (p<0,01) tempo nos braços abertos (p<0,01), número de entradas nos braços fechados (p<0,01), tempo nos braços fechados (p<0,01) e o número de cruzamentos no campo aberto (p=0,01) com status epilepticus. Não houve relação entre os testes e o EA. Conclusão: O EA não reverteu os padrões de ansiedade e comportamento afetados pelo status epilepticus.

Palavras-chave


Epilepsia; Comportamento; Ansiedade; plasticidade neuronal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v16n2.7135

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Conscientiae Saúde
ISSN da versão impressa: 1677-1028
ISSN da versão online: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br