Exergames e sua utilização no currículo escolar: uma revisão sistemática

Cesar Augusto Otero Vaghetti, Elaine Tonini Ferreira, Adriana Schüler Cavalli, Renato Sobral Monteiro-Junior, Fabricio Boscolo Del Vecchio

Resumo


Introdução: Exergames podem ser uma iniciativa para reduzir o estilo de vida sedentário de crianças e adolescentes em idade escolar. Objetivo: Realizar uma revisão sistemática sobre a utilização de exergames no ambiente escolar. Método: Estruturado segundo as diretrizes do PRISMA, sendo as buscas realizadas nas bases: Science Direct, Pubmed, Scielo, EBSCO host, Health Games Research, IEEE e Eric. Considerou-se como critérios de inclusão artigos que fizeram uso de consoles de exergames domésticos e escore mínimo de 7 pontos na escala PEDro. Resultados: A maior parte dos artigos investigou os efeitos dos exergames sobre prática de atividade física, capacidades físicas e variáveis antropométricas. Percentual elevado investigou a motivação relacionada ao uso de exergames no currículo escolar, e uma menor quantidade analisou os efeitos da prática no equilíbrio. Conclusões: Exergames proporcionam efeitos positivos para aumentar os níveis de atividade física e modificar variáveis antropométricas, proporcionando maior motivação. Porém, em relação ao equilíbrio, existe a necessidade de novos estudos para esclarecimentos adicionais.

Palavras-chave


Criança; Mídia; Escola; Tecnologia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v16n2.7189

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Conscientiae Saúde
ISSN da versão impressa: 1677-1028
ISSN da versão online: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br