Descarteco: aplicativo para dispositivos móveis que indica locais de descarte de fármacos e cosméticos

Vinicius Henrique dos Santos Gomes, Victor Fellipe dos Santos Gomes, Ana Pavla Almeida Diniz Gurgel, Fernando Menezes Matos

Resumo


Este artigo apresenta o protótipo do aplicativo descartECO, projetado para auxiliar no processo de descarte adequado de fármacos e cosméticos. Esse aplicativo permite que os usuários contribuam para uma cidade mais limpa e evitem o descarte incorreto no meio ambiente. A plataforma Android Studio foi usada para o desenvolvimento preliminar e a API do Google Maps foi responsável pelo mapa, além de direcionar a assistência aos pontos de coleta. Espera-se que o descartECO auxilie na correta destinação final de fármacos e medicamentos.

 

 

 


Palavras-chave


Aplicativo; Descarte; Resíduos sólidos urbanos; Tecnologia

Texto completo:

PDF

Referências


Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA (2004) Resolução n° 306, de 07 de dezembro de 2004. Dispõe sobre o Regulamento Técnico para o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília.

Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. (2004) NBR 10004: resíduos sólidos: classificação. Rio de Janeiro.

Blankenstein, G. M. P., & Phillip Junior, A. (2018). O descarte de medicamentos e a Política Nacional de Resíduos Sólidos: uma motivação para a revisão das normas sanitárias. Revista De Direito Sanitário, 19(1), 50-74. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9044.v19i1p50-74.

Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA (2005) Resolução n° 358, de 29 de abril de 2005. Dispõe sobre a destinação final dos resíduos de serviços de saúde e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília.

Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília. (2010). Lei n° 12.305, de 2 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei n 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências.

Fabbri, E. and Franzellitti, S. (2016). Human pharmaceuticals in the marine environment: Focus on exposure and biological effects in animal species. Environ Toxicol Chem, 35: 799-812. doi:10.1002/etc.3131

Ribeiro, J. A.; Albuquerque, J. L.; Silva, D. M. C; Navares, A. M.; Caldas Junior, G. C. (2009). A reciclagem como uma ação Econômica, Social e Ambiental. A experiência da associação dos Agentes de Reciclagem do Ipojuca. Programa de Pós Graduação em Administração e Desenvolvimento Rural- UFRPE. Recife-PE.




DOI: https://doi.org/10.5585/iptec.v8i2.17183

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Inovação, Projetos e Tecnologias – IPTEC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista Inovação, Projetos e Tecnologias - IPTEC

e-ISSN: 2318-9851
www.revistaiptec.org

Revista Inovação, Projetos e Tecnologias - IPTEC ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional