A leitura da dinâmica social moderna em um contexto de globalização: sistemas abstratos e o desencaixe entre tempo e espaço como produção de mal-estar e sofrimento

José Francisco Dias da Costa Lyra, Lara Narjana Johann

Resumo


A presente pesquisa diz respeito ao fenômeno da globalização na modernidade e seus reflexos no meio social e nas relações interpessoais. Através de uma pesquisa bibliográfica, procurou-se descrever, primeiramente, o fenômeno da globalização e suas contribuições à dinâmica social moderna. Ainda, a pesquisa buscou estudar as noções de desencaixe entre tempo e espaço, de Anthony Giddens, e a possibilidade de deslocamento de acontecimentos locais, numa perspectiva global, além de trazer à discussão a relação de confiança estabelecida entre sistemas abstratos e o indivíduo. Feito isso, o trabalho abordou a insegurança do indivíduo diante de todo o fenômeno da globalização inaugurado com a modernidade. Nesse sentido um risco é percebido pelo indivíduo, pois em seu projeto reflexivo pela busca da formação do eu, o indivíduo confia nos sistemas abstratos parte da formação da auto identidade e, num diálogo com o entendimento de Christian Dunker, novas formas de sofrimento são instauradas.


Palavras-chave


tempo e espaço; desencaixe; sistemas abstratos; mal-estar; sofrimento

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Marco Antonio de. Mediações Tecnossociais e mudanças culturais na sociedade da informação. In CASTRO, Ana Lúcia de. Cultura contemporânea, identidades e sociabilidades: olhares sobre corpo, mídia e novas tecnologias [online]. Cultura Acadêmica. São Paulo: Editora Unesp, 2010.

BAUMAN, Zygmunt. Globalização, as consequências humanas. Rio de Janeiro: Zahar editora, 1999.

BAUMAN, Zygmunt. A sociedade individualizada: vidas contadas e histórias vividas. Rio de Janeiro: Zahar editora, 2008.

DUNKER, Christian Ingo Lenz. Mal-estar, sofrimento e sintoma: uma psicopatologia do Brasil entre muros. 1 Ed. São Paulo: Editora Boitempo, 2015.

DUNKER, Christian Ingo Lenz. Reinvenção da intimidade: políticas do sofrimento cotidiano. São Paulo: Editora Ubu, 2017.

GIDDENS, Anthony Modernidade e identidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2002.

GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. São Paulo: Editora Unesp, 1991.

GIDDENS, Anthony. Mundo em descontrole.3 ed. Rio de Janeiro: Editora Record, 2007.

GIDDENS, Anthony. O mundo na era da Globalização. 6. ed. Lisboa: Editora Presença, 2006.

LEMOS, André. Cibercultura e mobilidade: a era da conexão. Razon y palabra, v. 41, 2004.

LÉVY, Pierre. Cybercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

ORTIZ, Rocío Rueda. Cibercultura: metáforas, prácticas sociales y colectivos en red. Nómadas (Col), n. 28, p. 8-20, 2008. Disponível em: http://bibliotecavirtual.clacso.org.ar/ar/libros/colombia/iesco/nomadas/28/01-cibercultura.pdf. Acesso em: 03 nov. 2021.

SALDANHA, Alexandre Henrique Tavares; SALDANHA, Paloma Mendes. Direitos autorais, liberdade de expressão e cultura de participação na internet. Direitos Culturais, Santo Ângelo, v. 12, n. 27, p. 33-46. Disponível em http://srvapp2s.urisan.tche.br/seer/index.php/direitosculturais/article/view/2198/1055. Acesso em: 07 abr. 2020.




DOI: https://doi.org/10.5585/prismaj.v20n2.18215

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Prisma Juridico

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Prisma Jurídico

e-ISSN: 1983-9286

ISSN: 1677-4760
www.revistaprisma.org.br

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional