Tecnologias Assistivas E Suas Aplicações: uma análise a partir de patentes

Franklin Menezes da Silva, Priscila Rezende da Costa, Renato Ribeiro Nogueira Ferraz, Luc Quoniam, David Reymond

Resumo


O objetivo deste trabalho foi mapear as tecnologias assistivas e suas aplicações a partir dos depósitos de patentes, considerando que tais tecnologias são produtos e/ou mecanismos que oportunizam a inclusão social das pessoas com deficiência. A base de dados utilizada na pesquisa foi a Espacenet e o INPI, com aproximadamente 90 milhões de documentos registrados. Foram encontrados 616 documentos relacionados às tecnologias assistivas em um período de 15 anos, ou seja, de 2000 a 2015. De forma específica, os resultados revelaram que as aplicações das tecnologias assistivas para deficiências físicas e visuais estão concentradas em quatro classes de patentes, envolvendo (A61G5) “cadeiras ou transportes pessoais especialmente adaptadas para pacientes ou deficientes físicos”, (A61H3) “aparelhos para ajudar os deficientes físicos a se locomoverem”, (A61G7) “camas e dispositivos para levantamento de pacientes ou deficientes físicos”, e (A61F2) “próteses e substitutos artificiais de partes do corpo”. Foi também possível constatar que a China é o país chave no registro de patentes associadas à aplicação de tecnologias assistivas e, além disso, é também o país que centraliza a maior parte dos inventores e depositantes.

Palavras-chave


Patentes; Tecnologias Assistivas; Inovação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/rgss.v7i1.393

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista de Gestão em Sistemas de Saúde – RGSS

Revista de Gestão em Sistemas de Saúde (RGSS)
e-ISSN: 2316-3712
www.revistargss.org.br

Revista de Gestão em Sistemas de Saúde (RGSS) ©2022 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional