Estimativa de prevalência de tabagismo e fatores associados ao consumo do cigarro em adolescentes do ensino médio de Campo Grande – MS

Baldomero Antonio Kato da Silva, Geovana Bigaton Sabadotto, Daniel Martins Pereira, Ricardo Dutra Aydos, Paulo de Tarso Camillo de Carvalho, Filipe Abdalla dos Reis

Resumo


Neste artigo, estima-se a prevalência de tabagismo e fatores associados ao consumo de cigarro em adolescentes do ensino médio em Campo Grande/MS. Foi realizado um estudo transversal de caráter exploratório, aplicando-se 2150 questionários a alunos matriculados no ensino médio de quatro escolas da região central de Campo Grande (MS). A análise dos dados foi feita de forma descritiva. Foram considerados válidos 1890 questionários. Dos adolescentes investigados, 49% experimentaram cigarro; 23% tinham pais fumantes; 17%, mães tabagistas, e 81% possuíam amigos que fumavam. Entre os não fumantes 13% confessaram que aceitariam um cigarro oferecido por um amigo. A prevalência de tabagismo na amostra de adolescentes selecionada foi de 8%. Concluiu-se que a existência de tabagistas no domicílio e a convivência com outros fumantes podem estimular o tabagismo no adolescente.

Palavras-chave


Adolescentes; Tabaco; Tabagismo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v7i4.1371

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2008 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.