Associação do bruxismo, rinite e sinusite com as infecções respiratórias recorrentes em crianças

Évelim Freitas Dantas Gomes, Kadma Karenina Damasceno Soares, Tatiana Oliveira de Santis, Sandra Kalil Bussadori, Dirceu Costa

Resumo


Introdução: São considerados fatores de risco, as infecções crônicas – rinite e sinusite – as condições socioeconômicas, o tabagismo passivo e o tempo de aleitamento materno. O conhecimento desses fatores e suas possíveis correlações são necessários para reduzir a morbidade das infecções respiratórias em crianças. Objetivos: O objetivo desse estudo foi investigar a correlação do bruxismo com os demais fatores de risco de infecções respiratórias em crianças em idade escolar. Métodos: Estudo observacional, com corte transversal em 62 crianças de uma creche pública, foi analisado por meio de questionário, aplicado aos pais, com questões referentes às condições de moradia, tempo de aleitamento, tabagismo passivo, tipo e freqüência de infecções respiratórias nos últimos doze meses e diagnóstico de bruxismo. Resultados: O bruxismo está presente em 55% das crianças com doenças respiratórias crônicas como rinite e sinusite (p= 0,04) e a prevalência de infecções nos últimos doze meses ocorreu em 90% das crianças com diagnóstico de rinite e sinusite. (p= 0,05). Conclusão: Bruxismo e infecções crônicas de vias aéreas superiores apresentam correlação positiva com infecções respiratórias em crianças em idade escolar.

Palavras-chave


Bruxismo; Infecções respiratórias; Rinite; Sinusite.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v9i2.2148

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.