Eficácia do citrato como anticoagulante na hemodiálise veno-venosa contínua com ciclo de 60 horas em unidade de terapia intensiva

Ângelo Mário Vieira Amorim, Rogério Barbosa de Deus, Francisco Sandro Menezes Rodrigues, William Malagutti, Renato Ribeiro Nogueira Ferraz

Resumo


Introdução: Os rins são responsáveis pela manutenção da estabilidade do meio interno do organismo. Insuficiência renal é uma condição na qual os rins falham na tentativa de remover os produtos finais do metabolismo. O tratamento com Terapia Renal Substitutiva (TRS) é recomendado quando a função renal é inferior a 10-15%, sendo a hemodiálise (HD) a modalidade mais comum. Os circuitos utilizados na HD devem permanecer permeáveis para garantir um desempenho adequado do sistema, sendo o citrato um anticoagulante utilizado para esse fim. O citrato age como um quelante do cálcio sanguíneo, devendo ser reposto endovenosamente. Objetivo: Avaliar a eficácia do citrato como anticoagulante nos sistemas de HD contínua por meio da análise dos valores de uréia plasmática pré e dialisato. Resultados: Observamos que a uréia plasmática, um dos principais indicadores de permeabilidade do filtro, no geral, apresentou decréscimo de seus valores. Conclusão: O citrato apresenta comprovada eficácia quando utilizado como anticoagulante na HD, desde que o cálcio sérico seja reposto adequadamente.

Palavras-chave


Anticoagulação; Citrato; Hemodiálise; Terapia renal substitutiva.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v9i2.2163

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.