Efeito do laser de baixa intensidade no trauma agudo medular - Estudo Piloto

Lorrine Maria Abreu, Luzianna Valiati Batista, Graziella Cristiane Lopes Pereira, Letícia Alves Fonseca, Ivo Ilvan Kerppers, Claudia Santos Oliveira

Resumo


Objetivo: Analisar os efeitos do laser de baixa intensidade sobre a regeneração de células do sistema nervoso central, após lesão medular traumática. Métodos: Foram utilizados 20 ratos wistars, divididos em cinco grupos. Foi lesionada, por meio de cirurgia, a região de T8, expondo as meninges e ocasionando um trauma medular compressivo com a queda de um peso de 39 g que comprimiu a medula espinhal. A laserterapia foi aplicada sobre a dimensão da ferida suturada, por um período de 21 dias, em dois animais por grupo, sendo X1 o grupo controle; X2 aplicação de 4J/cm2; X3 aplicação de 10 J/cm2; X4 aplicação de 15 J/cm2 e X5 aplicação de 20 J/cm2).. Resultados: Na análise de células observou-se que todas apresentavam 75% de linfócitos na fase aguda, a presença de neutrófilos em 75% nos grupos X1 e X5, enquanto nos grupos X2 e X3, 25% de células inflamatórias. Conclusão: Constatou-se que a aplicação de laserterapia é um método não invasivo que pode auxiliar na resolução do processo inflamatório e edematoso na lesão medular, prevenindo sequelas maiores decorrentes do trauma.

Palavras-chave


Medula espinal; Laser; Regeneração.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2011 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.