Avaliação morfológica de células endoteliais cultivadas

Carolina Nunes França, Jônatas Bussador do Amaral, Maria Cristina de Oliveira Izar, Francisco Antonio Helfenstein Fonseca

Resumo


Introdução: A origem de células endoteliais cultivadas tem sido alvo de investigações. Essas células podem ser originadas não só a partir de progenitoras endoteliais verdadeiras, mas também de monócitos, que igualmente são capazes de aumentar o processo de angiogênese. Além disso, estudos mostram que progenitoras endoteliais apresentam características que são próprias de monócitos. Objetivo: Neste estudo, objetivou-se avaliar morfologicamente células endoteliais cultivadas, que são chamadas de early células progenitoras endoteliais. Métodos: As células mononucleares do sangue periférico foram cultivadas por nove dias, e durante o cultivo foram realizadas imagens em microscópio invertido e em confocal. Resultados: Observou-se a presença de populações celulares que se apresentaram com um aspecto alongado e que estiveram sempre associadas em pequenos agregados (colônias). Conclusão: Ainda são necessários muitos estudos buscando a padronização de técnicas mais sensíveis para obtenção, identificação e quantificação de CPEs cultivadas.

Palavras-chave


Células progenitoras; Endotélio; Técnicas de cultura celular.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v10i4.2495

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2011 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.