Influência da fisioterapia respiratória pré-operatória na cirurgia de revascularização do miocárdio

Rosirema Hinterholz, Magda Sueli Lopes Cassiano da Silva, Regiane Lilian Caetano Assis, Andersom Ricardo Fréz, Cintia Teixeira Rossato Mora, Christiane Riedi

Resumo


Objetivo: Investigar os efeitos da fisioterapia pré-operatória na cirurgia de revascularização do miocárdio. Métodos: Doze sujeitos foram divididos em dois grupos: controle e tratado, sendo o segundo submetido ao atendimento diário de fisioterapia respiratória, por cinco dias consecutivos, uma semana antes da cirurgia. O protocolo utilizado foi composto por exercícios metabólicos, respiratórios e por treinamento muscular respiratório. Ambos os grupos realizaram uma avaliação fisioterapêutica pré-operatória e foram acompanhados desde o pós-operatório imediato até a alta hospitalar. Foram considerados como variáveis pré e pós-operatórias as medidas de força muscular respiratória e ventilometria. Para comparação intragrupo, aplicou-se o teste “t” pareado; e intergrupo, o teste “t” não pareado (p<0,05). Resultados: Não foi observada diferença entre os grupos. Conclusões: Cinco intervenções de fisioterapia respiratória pré-cirurgia de revascularização do miocárdio não foram suficientes para serem observadas diferenças nas medidas de força muscular respiratória e ventilometria.

Palavras-chave


Complicações pós-operatórias; Fisioterapia; Revascularização miocárdica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v11n1.2688

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2012 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.