Análise comparativa de duas técnicas de contagem de número de alvéolos e de medição do espessamento septal em coelhos prematuros com displasia broncopulmonar

Rodrigo Leonel dos Santos, Bruno Garcia de Aquino, Mariana Mendes Silva, Fernanda Polastri Thereza, Celso Moura Rebello, Renata Suman Mascaretti, Roberta Munhoz Manzano

Resumo


Introdução: A “nova” displasia broncopulmonar se caracteriza por diminuição da septação alveolar e do desenvolvimento vascular pulmonar. Objetivo: Comparar a contagem manual e a automática do número de alvéolos e medir o espessamento septal por um programa de análise de imagem. Métodos: Coelhos prematuros nascidos no 28º e 29º dia de gestação foram submetidos a ar ambiente ou oxigênio, durante 11 dias, após serem randomizados em quatro grupos, a saber: AR28, O228 (FiO2 ≥ 95%), AR29, O229 (FiO2 = 80%). Os pulmões foram retirados e corados para a contagem de número de alvéolos e medição do espessamento septal. Utilizou-se o programa Image-Pro Plus 4.5 para análise de imagem. Resultados: Houve diferença entre as formas de contagem do número de alvéolos e a análise de espessamento septal, realizadas manual e automaticamente (p<0,05). Conclusão: Os dados encontrados na análise histológica manual realizada no programa corroboram os descritos na literatura para número de alvéolos e espessamento septal.

Palavras-chave


Alvéolos pulmonares; Displasia broncopulmonar; Hiperóxia; Histologia comparada; Nascimento Prematuro.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v11n2.3252

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2012 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.